Ministério Público vai investigar denúncia de secretária de saúde de Arame sobre golpe de 450 mil

O Ministério Público vai apurar uma denúncia da secretária de saúde do município de Arame, Rita de Cássia Ferreira Sarmento, em que ela diz ter sido vítima de um suposto golpe aplicado pelo WhatsApp, no dia 03 de dezembro de 2019.

Na ocasião, a secretária chegou a ir na Delegacia de Polícia Civil e registrou um B.O, alegando que houve uma transferência da conta de custeio do município no valor de R$ 450.000,00 (quatrocentos e cinquenta mil reais).

Os favorecidos foram Dirceu Trindade Batista com a quantia de R$ 200.000,00 (duzentos mil reais), Mikail Luiz Sousa de França com R$ 150.000,00 (cento e cinquenta mil reais) e Juan Guilherme de Oliveira com o valor de R$ 100.000,00 (cem mil reais).

O Ministério Público vai apurar minuciosamente o caso, já que tais transferências teriam sido realizadas de forma irregular e tal situação pode configurar ato de improbidade administrativa, dentre outros desdobramentos a serem investigados.

A secretária terá o prazo de 10 dias para apresentar suas justificativas e documentação que comprove denúncia para que o caso seja esclarecido.

Deixe uma resposta