Após pedido de Natassia Weba, Edilázio faz indicação para reforma da BR 316

Edilázio Júnior

As péssimas condições da BR-316, no Alto Turi, interior do Maranhão, seguem aumentando os prejuízos de quem precisa passar pelo local.

Com um atoleiro formado próximo a Nova Olinda, nem grandes caminhões estão conseguindo passar.

Para ajudar os caminhoneiros a seguir viagem, donos de trator chegam a cobrar R$ 200.

“Pra passar lá no local do atoleiro, nós tivemos que pagar 100 reais pra um trator puxar meu carro. Os caminhoneiros estão tendo de pagar 150 a 200 reais pra serem puxados pelo trator pra conseguirem passar”, informou mais cedo um leitor do Werbeth Saraiva.

Na semana passada, na mesma rodovia, uma mulher em trabalho de parto precisou ser carregada por dois homens, porque o carro em que eles estava não conseguia passar do atoleiro.

Diante da problemática, á médica Natassia Weba, buscou ajuda junto ao deputado federal Edilázio Júnior. Natassia, levou ao conhecimento do representante do povo a dificuldade das pessoas que precisam se locomover de um município ao outro, elencou os graves prejuízos de comerciantes e caminhoneiros pela necessidade de escoar os produtos. Edilázio fez indicação para que toda BR 316, fosse reformada de forma emergencial.

Deixe uma resposta