Flávio Dino perde reeleição em São Luís!

Flávio Dino (PC do B), encontra um ‘campo minado’ em São Luís, onde tem contra seu projeto de poder, adversários fortes tais como Roseana, Wellington do Curso, Eduardo Braide, Roberto Rocha …
Se a máquina comunista pensa que a reeleição de Flávio Dino é favas contadas é bom melhorar na articulação e correr atrás do prejuízo no contato com a classe política, uma vez que em 3 anos de gestão sem efetivamente realizar as promessas mirabolantes que inventou ao povo, o que se viu foram desmandos e muitos atropelos.
Em apenas uma mexida nas peças do tabuleiro político, o Senador Roberto Rocha (PSDB), tirou dos braços de Dino, o PSDB e deverá levar também outros partidos da base comunista, tais como o PSB e PPS, para sua coligação na campanha ao governo do ano que vem. Rocha vai aglutinar ainda outros partidos como o PHS, PSL (Livres) e o PRTB. Há quem diga que o Senador alcance os 15% do eleitorado de São Luís.
Por outro lado, tem ainda na capital ludovicense, dois ferrenhos adversários ao comunista, que são Eduardo Braide (PMN) e Wellington do Curso, ainda (PP), ambos foram na eleição do ano passado, a revelação na política da capital, quando o primeiro obteve 21% dos votos (112.041), e o segundo, 20% com (103.951) dos votos válidos no primeiro turno. Juntos, chegaram a 46% dos votos válidos dos ludovicenses.
Tudo isso com pouca estrutura e com uma campanha abragente nos bairros da capital, por estes fatores, alguém duvida que juntos, Braide e Wellington, para onde seguirão, se juntos, ou cada um para um lado, deterão cerca de 20 a 25% do eleitorado de São Luís?
Wellington parece firme na disputa a sua reeleição de deputado estadual, já Braide parece ensaiar candidatura a Federal. Não se sabe para qual campanha majoritária ambos somarão com a sua preferência do eleitorado de São Luís, o certo é qe para onde irão irão somar.
Roseana x São Luís
Roseana (PMDB) é uma espécie de irmã siamesa de São Luís, uma não existe sem a outra, e as poucas obras de modernização que ainda existem na capital, são empenho pessoal dela. Não há que se descartar que se for candidata, terá sozinha, de 20 a 30% dos votos do eleitores de São Luís, e se o grupo inteiro fechar questão em torno de Roseana, digo todos, os vereadores, as lideranças políticas, os membros partidários e demais simpatizantes, ela deve ultrapassar a casa dos 40%, a história mostra isso, basta pesquisar.
Além do PMDB, Roseana deve ter em seu palanque as siglas partidárias como  o PT (isso mesmo, o PT), DEM, PV, PTN, PTdoB, PRP, PSDC.
Astro x Câmara de São Luís
Pra contribuir com o que afirma o post, basta ler as entrelinhas do experiente vereador Astro de Ogum (PR), não apenas pelas questões espirituais, falo das questões políticas e da recente entrevista que o edil concedeu ao Blog do jornalista Marco D’éça, onde ele afirma que boa parte da eleição ao governo estadual passa pelos vereadores de São Luís, e ele tem razão foi assim em 2010, quando um grupo de vereadores se uniu e garantiu a vitória de Roseana com quase 44% dos votos da capital.
Candidaturas ultra-esquerdistas
Há de se levar em questão as candidaturas do PSOL, PSTU e PCB, que são totalmente aversos à forma em que os comunistas administram o estado. Eles devem somar cerca de 4% no eleitorado da capital.
Em tempo: o que foi mesmo que o governo Flávio Dino fez em São Luís neste tempo que está no comando do estado??? Sem contar os aluguéis camaradas, fantasmas??? Hospitais fantasmas??? O quê???
E mais: Em outra postagem, vamos falar dos grandes colégios eleitorais do estado, tais como: Imperatriz, Caxias, Timon, São José de Ribamar, Bacabal…
Felipe Mota

Deixe uma resposta