Querendo Eleger o irmão deputado, Luciano Genésio vai assistir os professores do município paralisarem as atividades no segundo semestre em Pinheiro.

Dinele, presidente do SINPROSEMPI hoje sem credibilidade diante da classe ao lado do prefeito.
Traídos pelo prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio, os professores do município de Pinheiro ameaçam não retornar para as salas de aula no segundo semestre.
Descontentes pelos descontos indevidos realizados no inicio da gestão e que nunca foram devolvidos como prometeu o prefeito à classe, o não enquadramento dos professores como prometido, o atraso da primeira parcela do 13º salário e principalmente pelo descumprimento de um acordo firmado no período de campanha, onde o prefeito prometeu que o secretário de Educação seria uma indicação do Sindicato, os educadores prometem encruzar os braços.
O SINPROSEMPI, hoje é presidido pela professora Dinele Ribeiro que perdeu a credibilidade diante da classe pela omissão e enfrenta grande rejeição dentro do sindicato e deve ser defenestrada do cargo.
Alguns professores atribuem à omissão do sindicato que em outros tempos já teria iniciado a greve, ao favorecimento pessoal de alguns ligados a direção que ocupam cargo na gestão do atual prefeito, ou seja, usam a classe em beneficio próprio deixando de lado os interesses dos demais associados.
O prefeito de pinheiro agora foge dos professores como o diabo foge da cruz. Foi marcada uma reunião com o prefeito para a última terça-feira (18) e sem explicação o chefe do executivo comunicou que não poderia comparecer.
O blog teve acessos a conversas no grupo do SINPROSEMPI que mostram o total descontentamento dos educadores com atual gestão.
Essa a situação que se encontra Pinheiro, e ainda assim Luciano sonha em eleger o irmão que nunca fez nada pelo estado do  Maranhão como deputado,pelo visto tem alguém pagando pela campanha antecipada do “Poderoso Genésio”

Deixe uma resposta