Geral

Vereadoras de Igarapé do Meio perdem mandatos por receberem sem trabalhar

Segundo denúncia acolhida pelo presidente da Câmara de Vereadores de Igarapé do Meio, José Benedito Mendes Santos o “Zeca do São Benedito”, as vereadoras de Igarapé do Meio, Odeanna Layser Melo e Rosenilde Vieira, tiveram seus mandatos extintos pela Câmara Municipal nesta última sexta-feira(14), pelo não comparecimento de 1/3 das sessões legislativas durante o ano de 2018.

O Decreto-lei 201/67, da Lei Orgânica do Município e o regimento interno da Casa Legislativa deixa claro que: perde o mandato o vereador que foi desidioso com a coisa pública. 

Segundo o Presidente da casa, Zeca do São Benedito, “não se pode tolerar que o povo pague aos vereadores os seus salários e estes não compareçam para trabalhar” ele afirmou ainda que muitas sessões não ocorreram devido à ausência das vereadoras, muitos projetos deixaram de ser votados por conta disso.

“Eu fiz aquilo que a lei determina, após questionamentos dos suplentes, e se eu assim não procedesse estaria cometendo uma improbidade e poderia também ser responsabilizado”, concluiu o Presidente Zeca do São Benedito.

Na última sessão deste ano, ocorrida na data de hoje, já tendo sido publicado no Diário Oficial do Município a perda do mandato das vereadoras, foi dado posse a Dimas de Souza de Lima, que deixou de ser suplente vereador e se tornou vereador titular. O segundo suplente Jose do Carmo, o Professor Zezé, deverá tomar posse nos próximos dias.

Levantamento aponta que Câmara de vereadores de Zé Doca está irregular com o TCE-MA

A Lei Complementar nº 131/09 estabelece obrigatoriedade a todos os entes federativos da divulgação, em tempo real, de informações pormenorizadas sobre a execução orçamentária e financeira, em meios eletrônicos de acesso público, determinando, ainda, a adoção de sistema integrado de administração financeira e controle. O Decreto nº 7.185/2010 regulamenta esse sistema, definindo o padrão mínimo de qualidade. Compete aos tribunais de contas a fiscalização dessa exigência legal.

No âmbito do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão, a fiscalização do Portal da Transparência tem sido realizada durante o acompanhamento da gestão fiscal e na análise das contas anuais de governo.

Buscando dar maior efetividade ao acompanhamento da transparência e contribuir com o controle social, o TCE/MA está divulgando os resultados obtidos na consulta aos sítios eletrônicos dos seus jurisdicionados. Inicialmente, a avaliação será realizada a cada trimestre.

De acordo com levantamento feito pelo blog do Werbeth Saraiva junto ao TCE MA, algumas câmaras municipais da região do Alto Turi Maranhense ainda desrespeitam a lei Complementar nº 131/09 não divulgando em tempo real, de informações pormenorizadas sobre a execução orçamentária e financeira, em meios eletrônicos de acesso públicos. Entre as casas legislativas municipais que foi verificado  irregularidades, a câmara municipal de  Zé Doca é um dos exemplos, o blog deve citar mais municípios com câmaras municipais irregulares junto ao TCE  em uma próxima reportagem com base em novo levantamento.

“Meia Dúzia” de vereadores Zedoquenses se reúnem com o “sumido” Neto Evangelista em restaurante de luxo da capital…

Meia dúzia(6)de vereadores Zedoquenses, resolveram sair da cidade de onde possuem mandatos para desfrutar a bela noite ludovicense ao lado do deputado estadual Neto Evangelista, Neto que é conhecido em Zé Doca somente nesse período de pré campanha,  a quem diga que no “agradabilíssimo” jantar ficou acertado uma “costura” eleitoral para o ano, a meia dúzia de vereadores serão apoiadores de Neto nas eleições deste ano, após a foto dos vereadores; Fábio capixaba, Alcobaça, Pavão, Luís do G grande, Raimundo do sindicato e Marcos Paulo, repercutir em mídias sociais de Zé Doca, uma pergunta paira no ar. Porque os vereadores e o deputado não se reuniram em Zé Doca ? Medo do povo ?

“O jantar foi regado a whisky importado e muita picanha Argentina.”

Quem pode,pode!

  • Blogs

  • Links Últeis

  • Contato

  • Facebook

  • Twitter