Flávio Dino Traindo como sempre?

De acordo com reportagem de Thais Bilenky, na Folha de S. Paulo, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B), defende que não só o PCdoB, como também o PSOL e o PT abram mão de suas pré-candidaturas para apoiar Ciro Gomes (PDT) na eleição para a Presidência da República.

Segundo ele, a união da esquerda se daria em torno de Ciro, porque ele “é hoje e o melhor posicionado”. Lula está inabilitado e “o PT não tem nome capaz de unir nesse momento”, disse.

“Está chegando o momento de admitir uma nova agenda. Se não oferecermos uma alternativa viável, você pode perder a capacidade de atrair outros setores do centro que se guiam também pela viabilidade”, disse na sexta (4), na sede do governo.

Dino disse que a prisão de Lula é “muito dilacerante, muito traumática, uma tragédia política, a maior derrota da esquerda brasileira desde o golpe [militar] de 1964”

Leia a matéria completa na Folha

Bem longe de conseguir se explicar a maioria absurda de Maranhenses que votam e “idolatram” Lula, o governador do Maranhão já deu claros sinais que deve abandoná-lo, e votar em Ciro Gomes, as palavras de Dino, causaram estranheza para quem não o conhece, mais para  Waldir Maranhão, o ex governador José Reinaldo, e outros, não foi nada estranho, o próprio Waldir já definiu Flávio como “ o maior traidor de todos os tempos.”