Policial

Homem é preso acusado de estuprar idosa de 92 anos em Santa Inês

A Polícia Civil prendeu Francisco Ivaldo Silva, 38 anos, acusado de estuprar uma idosa de 92 anos, em Santa Inês.

Segundo informações policiais, o crime aconteceu no sábado (17), no bairro São Benedito, após o suspeito levar a vítima para o quintal de casa.

Na ocasião, uma mulher, cuja identidade não foi revelada, chegou ao local e começou a gritar para tentar impedir o ato criminoso.

Em seguida, a polícia foi acionada e prendeu Francisco, que foi encaminhado para a Delegacia Regional de Santa Inês.

PF prende policiais rodoviários que atuavam em Araguanã e Santa Inês, por suspeita de cobrança de propina para liberar madeira ilegal

Tudo se iniciou após um processo de apuração realizado pela Corregedoria Nacional da PRF.
A Polícia Federal, em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal, deflagrou hoje (8/11), a Operação VIA PERDITIONIS* com o objetivo de combater  ilícitos contra a administração pública que viabilizavam o transporte ilegal de madeira serrada pelas rodovias BR 316 e BR 222, no estado do Maranhão.
As investigações apontam que servidores públicos atuavam nos municípios  de  Santa Inês/MA e de Araguanã/MA para permitir a circulação irregular de caminhões carregados de madeira sem a devida documentação.   Há elementos indicadores no sentido de que policiais rodoviários federais, juntamente com os denominados “fiscais de pista”, agiam nas imediações do Posto Fiscal Estaca Zero, em Santa Inês/MA para autorizar a passagem dos caminhões sem a devida fiscalização rodoviária e fazendária, deixando de verificar o documento de origem florestal e as respectivas notas fiscais dos carregamentos de madeira.
Por determinação do Juízo da 8° Vara Federal, estão sendo afastados de suas funções, 12 (doze) Policiais Rodoviários Federais e 4 (quatro) “fiscais de pista” da Secretaria de/MA. Também são cumpridos  4 (quatro) mandados de prisão preventiva, 2 (dois) mandados de prisão temporária, envolvendo empresários e caminhoneiros do ramo madeireiro, além de 18 (dezoito) notificações de medida cautelar diversa da prisão, 22 (vinte e dois) mandados de busca e apreensão, bem como 20 (vinte) intimações.
Os investigados responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de pertencimento à  organização criminosa (art. 2º, da Lei nº 12.850/2013), corrupção ativa (art. 333, parágrafo único do CPB), corrupção passiva (art. 317, §1º do CPB), tráfico de influência (art. 332, parágrafo único do CPB), violação do sigilo funcional (art. 325, §2º do CPB) e receptação qualificada (art. 180, §1° do CPB).
Participam da ação de hoje aproximadamente 150 servidores entre policiais federais,  policiais rodoviários federais integrantes da Corregedoria Geral da PRF que contam ainda com o apoio de servidores do IBAMA.
 VIA PERDITIONIS é uma referência ao desvio de conduta perpetrado por alguns servidores públicos em detrimento ao esperado cumprimento de suas funções.
Comunicação Social da Polícia Federal no Maranhão

Agente penitenciária acusa delegado de abuso de autoridade em Santa Inês

Agente penitenciária Adriana Barros foi presa após pedir que uma escrivã e um investigador da Polícia Civil passasse por uma revista em presídio em Santa Inês — Foto: Reprodução/TV Mirante

Adriana Barros, agente penitenciária do presídio de Santa Inês, a 250 km de São Luís, está acusando o delegado Regional de Santa Inês, Ederson Martins Pereira, de abuso de autoridade.

Segundo a agente Adriana, tudo começou depois que ela revistou uma escrivã e um investigador da Polícia Civil, que foram a Unidade Prisional de Ressocialização de Santa Inês pegar o depoimento de um preso. De acordo com Adriana Barros, os dois queriam entrar no presídio sem passar pelo procedimento padrão da revista e como não conseguiram prenderam ela. A agente disse que o procedimento é determinado por uma portaria interna que só não inclui juízes, promotores e defensores.

“Logo após de 18h eu estava na permanência da unidade e fui surpreendida com a chegada do delegado Regional, doutor Ederson Martins Pereira, em que ele questionou quem seria Adriana quando ele entrou na unidade. Eu me identifiquei e ele já falou que eu estaria presa por abuso de autoridade e constrangimento ilegal. Eu pela reação perguntei ‘o que é isso?’ porque eu estava no meu trabalho exercendo a minha função e ele ultrapassou a permanência e mobilizou o meu braço esquerdo”, contou a agente Adriana.

Adriana disse que foi levada pelo delegado Ederson Martins e por outro agente da Polícia Civil, que usaram da força para obrigá-la a entrar na mala da viatura. Ela acrescentou que após chegar à delegacia ela foi levada para uma cela com presos do sexo masculino.“Nós da Seap não tratamos dos bandidos com alta periculosidade do jeito como ele me tratou. Eu fui levada à Delegacia Regional no camburão. Lá quando eu cheguei eu fui posta numa cela ao lado de presos do sexo masculino. Nenhum direito constitucional foi garantido. Ele não permitiu que eu fosse assistida por um advogado. Depois eu saí da cela, fiquei 20 minutos nesta cela. Depois eu saí e fui para uma sala de revista. Eu sim fiz uma revista vexatória. Tirei toda a minha roupa para uma funcionária administrativa da delegacia de Polícia Civil. Depois eu fui mandada para a sala do delegado e lá eu fui torturada psicologicamente por ele. Porque ele foi falando que ia responder a vários processos”.

Depois de percorrerem o Maranhão de Norte a Sul Josimar e Detinha encerram campanha em Santa Inês

A campanha do deputado estadual Josimar Maranhãozinho (candidato a federal), e sua esposa Detinha (candidata a estadual), percorreu todas as regiões do estado do Maranhão e ganhou força e muitas adesões de prefeitos, vice-prefeitos, ex-prefeitos, vereadores, lideranças e do povo maranhense. 

  A história de vida do casal tem despertado a atenção dos maranhenses, pelos feitos históricos na política e pelo sucesso das parcerias realizadas em vários municípios que são exemplos de gestão pública.

A campanha vai encerrar hoje em Santa Inês, importante município da região do Pindaré que abraçou de forma entusiasmada o casal. 

 A programação vai contar com carreata e grande comício. Apoiadores de diversos municípios devem confirmar presenças, fazendo um encerramento histórico.

Vianey Bringel tem até 30 dias para realizar reforma em escola no município de Santa Inês

O município de Santa Inês deve promover reformas e adequações na Escola Municipal Tomaz de Aquino Bringel, no prazo de 30 dias. A decisão foi da 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), mantendo entendimento do Juízo da 3ª Vara da Comarca, que deferiu liminar em ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público do Estado (MPMA), sob pena de multa diária de R$ 1 mil, em caso de descumprimento.

A decisão de primeira instância determinou a instalação de ventiladores em todas as salas de aula, instalação de lâmpadas em todo o prédio escolar; limpeza das paredes e instalação de dois bebedouros com filtro externo, bem como regularização do telhado para retirada de goteiras e focos de endemia, conserto do forro, instalação de janelas novas e de piso em toda a unidade, além de pintura interna e externa, com cores que remetam à bandeira do município.

Inconformado, o município sustentou que o cumprimento da decisão depende de procedimento licitatório e que o prazo de 30 dias é muito curto. Nas contrarrazões, o MPMA apresentou novo relatório de vistoria, datado de 2018, que revela como não atendidos vários itens da decisão anterior.

O relator, desembargador Raimundo Barros, entendeu que as reformas exigidas pela Justiça de 1º grau visam a melhoria estruturais identificadas desde a realização de vistorias nos anos de 2015 e 2016, que continuam sendo necessárias.

Barros destacou que não se concebe a possibilidade de que seja fornecido o ensino gratuito e de qualidade sem que haja a estrutura mínima no ambiente escolar. Para o relator, a pretensão do município se contrapõe ao direito à educação, amplamente assegurado pela Constituição Federal.

Os desembargadores Ricardo Duailibe e Kleber Carvalho acompanharam o voto do relator, negando provimento ao agravo do município.

Carreta tomba em Santa Inês e moradores abandonam jogo da seleção para saquear a carga

Por volta das 16h deste domingo (17), no km 253, sentido decrescente da BR 316, próximo a Santa Inês-MA, aconteceu o tombamento de uma carreta ao tentar desviar de um buraco na pista.
De acordo com as informações colhidas pela equipe PRF da Unidade Operacional de Santa Inês, o veículo se deslocava de Pernambuco para Belém e transportava variados tipos de mercadorias para uma importante loja de departamentos, sendo os principais produtos: eletrodomésticos, aparelhos eletrônicos, TVs, produtos de limpeza, vestuário, alimentos, bebidas, livros, etc.
Após o tombamento, o condutor conseguiu sair ileso do veículo, enquanto a população local saqueou a carga.
Quando a equipe chegou ao local do acidente pouca coisa pode fazer para evitar maiores prejuízos.
Detalhe: O jogo da seleção Brasileira pela copa do mundo contra a Suíça estaria em pleno andamento, as pessoas estavam aglomeradas na expectativa da partida, quando a noticia que a carga estaria espalhada pela BR chegou, foi um verdadeiro “corre corre” pois quem chegasse primeiro pegaria mais. Relatos que um blogueiro de Newtom Bello chegou primeiro que os moradores de Santa Inês…
Uma verdadeira vergonha!

Agora lascou! Turma do PCdoB se organiza para receber Roseana Sarney com Ovos e tomates podres em Santa Inês

Reunião de Rosena em Santa Inês
O que se fala é que “Manifestações ” estão prontamente organizadas e que a ex-governadora poderá até encerrar antes do tempo as visitas políticas achando se que se trata de coisa espontânea dos eleitores.
Ao que parece, estão ressuscitando o regime de Vitorino Freire no Maranhão, sem muitas diferenças do velho para o moderno. Naqueles tempos usava-se a polícia para intimidar ou cooptar. Hoje, é muito igual. Políticos e empresários que o digam.
Criavam-se grupos armados de paus para impedir comícios e de todo expediente para incomodar os políticos contrários. Ao que tudo indica, agora em 2018 não será diferente.
Pensamento do amigo Luís Cardoso.
Pois bem não é somente um pensamento engajado na realidade que vivemos no estado, hoje o Blog do Werbeth Saraiva recebeu a informação que um grupo de apoiadores

do governo Flávio Dino estariam se preparando para “bagunçar “ o evento de Roseana em Santa Inês, ovos e tomates podres seriam os “instrumentos “ a ser utilizados pela turma do “vermelho” e para adoçar ainda mais a suspeita de tumulto um blog que é bem conhecido no estado, como “papagaio ensaiado” do governo disparou que “a população de Santa Inês deve receber Roseana com protestos” se o papagaio de pirata falou, é bom a equipe da ex governadora ficar atenta pois o PCdoB tem esse método arcaico de fazer política

 

Prefeitura de Santa inês fecha contrato milionário com empresa de Recife

A Prefeitura de SANTA INÊS vai gastar cifras milionárias com  a contratação de empresa para prestação de serviços de locação de caminhões e maquinas pesadas.

A empresa contratada para executar o serviço é a R. L. DE FARIAS – EPP localizada em Recife,é de propriedade dos sócios Rene de Lira Farias,Rosane de Lira Farias Lopes,Ricardo de Lira Farias.

O valor exato que a prefeitura pagará a empresa ,é R$ 3.404.920,00 (três milhao quatrocentos e quatro mil novecentos e vinte reais). Vigência: do contrato é de 12 (doze) meses.

Aumentam as imprudências no trânsito de Santa Inês

Em Santa Inês, 250 km de São Luís, foi registrado um aumento nas ocorrências de imprudência em ruas e avenidas. O trânsito tumultuado somado a falta de consciência de motoristas e motociclistas estão tornando cada vez mais perigoso o tráfego no município.
As imprudências são registradas a todo instante principalmente no setor das Laranjeiras, da rua do Comércio e no cruzamento da Avenida Castelo Branco, onde o trânsito é bem movimentado. Entre as principais infrações estão a direção sem o cinto de segurança, condutores que são flagrados falando ao celular, passageiros e motociclistas que não estão usando o capacete e o transporte de mais de duas pessoas em uma motocicleta.
Além disso, o sinal vermelho também é muito desrespeitado nas ruas e avenidas de Santa Inês. Como resultado, há um aumento de acidentes graves e batidas nesses pontos do município. A pressa no trânsito leva os motoristas a não ter ideia de que ao cometer uma infração, podem estar sendo observados pelos Agentes de Trânsito que mesmo de longe conseguem enxergar a placa do veículo ou motocicleta e aplicam as multas.
Essas infrações custam caro para os condutores. Se o motorista, por exemplo, cruzar o canteiro de qualquer avenida ou rua pode ser multado em R$ 800 reais, se invadir o sinal vermelho, dirigir sem o cinto de segurança ou pilotar uma motocicleta sem o capacete, ele pode ser multado em R$ 293 reais.
Recentemente, a equipe composta por 47 agentes que formam a Guarda Municipal de Santa Inês, participaram de um curso de capacitação para agir com firmeza em casos de desrespeito no trânsito e agir como determina a legislação. O curso é um projeto do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MA) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF).
De acordo com Rui Oliveira Barbosa, comandante da Guarda Municipal, a partir de agora haverá mais rigidez durante a fiscalização no trânsito. “Esse serviço será em conjunto com a Polícia Militar até para que nós possamos cuidar da parte de documentação e eles da parte de armas e drogas”, explicou.

do G1

  • Blogs

  • Links Últeis

  • Contato

  • Facebook

  • Twitter