poder

Tribunal barra inquérito criminal contra deputado Rogério Cafeteira

O pleno do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA), negou na quarta-feira (11), pedido de autorização para instauração de inquérito policial contra o deputado estadual Rogério Rodrigues Lima, o Rogério Cafeteira (DEM). O pedido foi feito pela Delegacia do 9º Distrito Policial.

Após confusão, funcionários da escola tentando tranquilizar o homem, que acusou o deputado de agressão e racismo.

Cafeteira é acusado de supostas práticas dos crimes de lesão corporal e injúria racial após se envolver em uma briga de trânsito com Luís Antônio Santos Meireles Júnior. Ele agrediu a vítima, que estava no interior do seu carro veículo Fiesta, na porta da Escola Crescimento, em São Luís

O desembargador Guerreiro Júnior, relator do processo no Tribunal de Justiça, votou pela abertura do inquérito. Votaram, também, acompanhando o relator os desembargadores Bayma Araújo, Jorge Rachid, Paulo Velten, Lourival Serejo, Raimundo Melo e José Jorge. Se deus por impedido o desembargador Raimundo Barros.

Votaram contra abertura de inquérito os desembargadores Tayrone José, Jamil Gedeon, Cleonice, Nelma Sarney, Anildes Cruz, José Bernardo, Fróz Sobrinho, José Luiz de Almeida, Vicente de Paula, Kleber Costa, Ricardo Duailibe, Marcelino Everton, Ângela Salazar, João Santana, José de Ribamar Castro e Luiz Gonzada de Almeida.

Deputado Rogério Cafeteira está precisando de “aulas” de boas maneiras na redes sociais…

Que as redes sociais é uma “arma” letal nas mãos de quem não sabe usar, estamos cansados de saber, agora é difícil de se acreditar que um deputado que vem de família importante no estado, além de ser líder do governo na Assembléia, seria vítima do “mau uso das redes” falo do deputado Rogério Cafeteira. Ele que desde que “descobriu” as redes sociais vem se metendo em cada encrenca. Acontece que Cafeteria perde a “linha” e até a compostura quando estar atrás da “telinha” isso mesmo.
A última de cafeteira foi esculhambar e ameaçar um jornalista do município de estreito no Maranhão, cafeteira usou adjetivos pifeis e mesquinhos para desqualificar a pessoa do jornalista, isso em uma conversa reservada no aplicativo WhatsApp, mais não é só no “privado” que Cafeteira se descontrola, outro dia no Twitter o deputado desacatou um jurista duvidando inclusive de sua masculinidade REVEJA AQUI, é preciso que Flávio Dino ou até mesmo o secretário de comunicação Márcio Jerry dê um ” puxão de orelha” no parlamentar,caso contrário ele pode botar a perder muitas coisas inclusive sua reputação como político e líder do governo comunista na Assembleia.
“É difícil para um parlamentar ser liderado por alguém que vive na boca do povo por não saber lidar com as críticas e partir para as ofensas nas redes sociais .”
Feiúra grande….

  • Blogs

  • Links Últeis

  • Contato

  • Facebook

  • Twitter