BOMBA! MP investiga contratos realizados na gestão Ilvane Pinho em Presidente Médici

O Ministério Público do Maranhão por intermédio do promotor da comarca de Santa Luzia do Paruá, resolveu abrir inquérito civil para apurar a legalidade e necessidade de contratos temporários e cargos comissionados pela atual gestão do Município de Presidente Médici-MA.

De acordo com o MP, o feito foi instaurado originalmente como Notícia de Fato, após pedido de auditoria por órgãos de controle ao Município de Presidente Médici-MA, relatando a existência de vultosos pagamentos a serviços fantasmas, empresas inexistentes e até empresas com endereços de agentes comissionados acarretando ao Município a falta de serviços básicos, serviços deficitários ou até inexistentes.

Diante das denúncias e da necessidade das diligências no caso, para melhor se apurar os fatos em referência, o Ministério Público resolveu instaurar um  inquérito civil com o objetivo de apurar legalidade e necessidade de contratos temporários e cargos comissionados pela atual gestão do Município de Presidente Médici-MA., devendo para tanto serem procedidas as diligências necessárias para posterior realização de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), bem como para posterior ajuizamento de Ação Civil Pública, de Improbidade Administrativa ou outras medidas judiciais.

Prefeitura de Presidente Médici deve gastar quase R$ 1 milhão de reais com combustíveis

A empresa Auto Posto Lemos registrou preço junto as secretarias da prefeitura municipal de Presidente Médici, município administrado pela prefeita Ilvane Pinho.

De acordo com a ata de registro de preços o município de Presidente Médici deve pagar e caro pela aquisição de combustível e lubrificantes no ano de 2019.

O valor registrado foi de R$ R$ 920.801,90 (Novecentos e Vinte Mil Oitocentos e um Reais e Noventa Centavos) Os secretários municipais ordenadores de despesa do município devem assinar o milionário contrato.

Registro de Preço para possível aquisição de combustíveis

ALTO TURI! Saiba quais são os prefeitos que não devem disputar a reeleição em 2020

 

Plácido Holanda, Iracy Weba, Batista e Ilvane Pinho

Ao passar as eleições de 2018 os cenários políticos do Maranhão para 2020 estão começando a serem definidos, os deputados estaduais e federais aproveitam para fortalecer suas bases para as eleições municipais, os senadores formam grupos pensando na disputa majoritária em 2022.

Fazendo uma rápida analise da politica de uma das regiões com maior eleitorado do Maranhão o Alto Turi e Gurupi, destacaremos a seguir possíveis cenários de atuais prefeitos que possivelmente não estarão na disputa pela reeleição em seus municípios.

 Em Santa Luzia do Paruá o prefeito Plácido Holanda não deve disputar a reeleição em 2020.

Plácido continua sem o “controle” do município, as dividas só aumentam, enquanto os salários de boa parte dos servidores da educação estavam atrasados ainda se ouvia falar na cidade que o mandatário do executivo poderia reorganizar a gestão. Agora, plácido deve saúde, educação, obras, e até a limpeza pública e se encontra totalmente inviabilizado para disputar a reeleição.

Boa Vista do Gurupi, Batista deve não ir para reeleição. 

Os indícios de corrupção no governo Batista em Boa Vista do Gurupi foi um dos elementos que contribuíram para um dos maiores índices de impopularidade da região. Salários atrasados, servidores desvalorizados e o pior, nos últimos dias a população teve que “engolir” o projeto de lei que aumenta o salário do prefeito e vice do município que foi prontamente autorizado pela Câmara de vereadores.

Em Presidente Médici não deve ter reeleição no executivo. 

A baixa popularidade da prefeita Ilvane Pinho deve contribuir para que a mesma não seja candidata a reeleição em Presidente Médici. Os salários no município estão em dias mais a falta de obras estruturantes e investimentos na saúde e educação geram insatisfação que é percebida inclusive pela gestora.

Iracy Weba não deve disputar a reeleição em Nova Olinda. 

A prefeita de Nova Olinda do Maranhão, Iracy Weba não demonstra a menor vontade em disputar um segundo mandato para a prefeitura do município. Aos aliados e amigos próximos o grupo Weba já demonstra que Iracy não deve disputar a reeleição, talvez uma neta, filha ou alguém mais próximo deve ter o apoio de Iracy na disputa em 2020. O blog deve discorrer mais do assunto em um próximo pôster

No próximo pôster o blog vai expor a nova lista de prefeitos que não devem disputar a reeleição em 2020, aguardem.

 

Abandono na saúde de Presidente Médici deve resultar em auditoria do Denasus

Prefeita Ilvane Pinho

O município de Presidente Médici administrado pela prefeita Ilvane Pinho não tem tido dificuldades no quesito financeiro, para se ter uma ideia, em levantamento realizado pelo blog, entre os dias primeiro de Dezembro e dez de dezembro deste ano, o município recebeu a bagatela de R$ 780.286,24 C (Setecentos e oitenta mil duzentos e oitenta e seis reais e vinte e quatro centavos.) quase um milhão de reais.

Mais é de se estranhar a forma na qual se encontra algumas áreas de responsabilidades da administração no município, entre elas podemos citar a mais importante; Saúde, o único centro de atendimento médico que existe em Presidente Médici, está totalmente abandonado de acordo com denúncias recebidas pelo blog. O caos está instalado, a falta de profissionais qualificados para atender a população preocupa, e o pior a escassez de medicamentos considerados essenciais.

Os únicos equipamentos que ainda existem e de alguma forma serve as pessoas estão totalmente sucateados, a falta de estrutura e a força do tempo predomina no local que á anos não é reformado. É necessário uma ação enérgica por parte do Ministério Público e demais orgãos fiscalizadores.

Seria necessário ainda que uma auditoria do DENASUS (Departamento Nacional de Auditoria do SUS ) fosse realizada no município para constatarem em loco, onde e como estão sendo aplicadas as verbas federais destinadas ao município.

Mais caos

Situação do Centro de saúde do município