Alô, MP! Farra das licitações em Pedro do Rosário enriquece empresa de Viana

A prefeitura de Pedro do Rosário administrada pelo prefeito Raimundo Antônio se transformou em uma verdadeira “mina de ouro” para uma empresa do município de Viana MA.

A empresa que tem como nome fantasia Lenny Magazine fica localizada em Viana e pertence ao sócio Diogo Deyvison Soeiro Nenes e Alberlene Soeiro Nunes.

Em Junho deste ano a empresa “ganhou” quatro contratos nos valores de:  R$ 569.400,00 (Quinhentos e Sessenta e Nove Mil e Quatrocentos Reais), R$ 126.760,00 (Cento e Vinte e Seis Mil Setecentos e Sessenta Reais), R$ 457.600,00 (Quatrocentos e Cinquenta e Sete Mil e Seiscentos Reais), R$ 254.385,00 (Duzentos e Cinquenta e Quatro Mil e Trezentos e Oitenta e Cinco Reais).

Os contratos foram assinados no dia 08 de junho de 2018 e tem validade de (12) meses, conforme está publicada no Diário Oficial do município. Os contratos firmados foram para o fornecimento de camisetas.

Já no mês de julho a mesma empresa faturou mais três contratos nos valores de R$ 74.671,00 (SETENTA QUATRO MIL E SEISCENTOS E SETENTA E UM REAIS) R$ 361.156,00 (TREZENTOS E SESSENTA E UM MIL E CENTOS E CINQUENTA E SEIS REAIS) R$ 126.675,00 (Cento e Vinte e Seis Mil e Seiscentos e Setenta e Cinco Reais)

Os contratos firmados entre a prefeitura de Pedro do Rosário e a Lenny Magazine já ultrapassam o valor de um milhão, novecentos e setenta mil reais.

Os fortes indícios de direcionamento licitatório e superfaturamento dos valores licitados devem abrir precedentes para o Ministério Público e os demais órgãos fiscalizadores cobrar e investigar a gestão de Pedro do Rosário

Veja os contratos abaixo.


Chamem o MP! Câmara de Pedro do Rosário vai votar projeto ilegal e imoral

A Câmara de Pedro do Rosário-MA, presidida pela vereadora Leidiana da Conceição Costa, pretende colocar em pauta amanhã, dia 23, um Projeto de Lei (PL) completamente imoral e ilegal enviado pelo Executivo Municipal, comandado por Raimundo Antonio Silva Borges.

A PL permite que a prefeitura faça contratação de pessoas sem a realização de concurso público. As contratações terão prazo de 12 meses, podendo ser prorrogada por mais 12 meses.

Os vereadores não podem aprovar um Projeto de Lei que vai na contramão do que vem sendo contestado pelo Ministério Público em diversos municípios maranhenses.

Esse tipo de processo de contratos temporários já foi alvo de várias ações do MP contra os prefeitos que tentaram fazer essas contratações, que só servem para colocar indicações de aliados políticos.

É preciso que a Câmara mostre o seu papel visando o que é certo em prol da população de Pedro do Rosário e retire esse projeto de pauta.

ABAIXO A DOCUMENTAÇÃO:

Prefeitura de Pedro do Rosário vai gastar mais de 2,2 milhões de reais com combustíveis

A Prefeitura de Pedro do Rosário, comandada por Raimundo Antonio Silva Borges, celebrou contratos milionários para garantir o fornecimento de combustíveis para Secretarias Municipais e para a própria Prefeitura.

Segundo foi publicado no Diário Oficial do Maranhão, a gestão vai pagar um valor estimado a R$ 2.296,59 milhões na compra dos derivados de petróleo.

A empresa J. A. S. MENDES FILHO foi a ganhadora dos contratos e  vai receber R$ 2.296,59 milhões .

Um prato cheio para a Policia Federal investigar pela quantia astronômica e levando em consideração que recursos federais como FUNDEB (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação)  e FMAS (FUNDO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL) serão usados para bancar essa verdadeira ” farra de combustíveis”….

Veja as resenhas de contrato: