Prefeito de São Bento vai pagar quase 700 mil por revitalização de praça

Seiscentos e cinquenta e três mil, novecentos e dezenove reais e treze centavos( R$ 653.919,13). Esse valor absurdo foi despendido pela Prefeitura de São Bento somente para a revitalização de uma praça do município.

O contrato descomunal foi faturado pela empresa LIMA MATOS IRMÃOS LTDA-ME. A parceria milionária foi firmada no dia 12 de junho deste ano. Quem assinou o documento foi o secretário Municipal de Finança,Raimundo Nonato Oliveira Rodrigues.

Essa contratação super suspeita deve ser verificada e investigada pelos órgãos competentes. Afinal, o valor de quase R$ 1 milhão empregados na prestação do serviço é surreal. O município de São Bento é administrado pelo prefeito Luizinho Barros.

 

Empresa de São Luís garante aditivo de quase 1,5 milhão em São Bento

A Prefeitura de São Bento, administrada pelo prefeito Luizinho Barros, firmou um aditivo de contrato muito alto com a empresa J C MARTINS E CIA LTDA – EPP. A mesma fica localizada em São Luís.

A empresa contratada, é responsável pelo gerenciamento e manutenção da iluminação pública com substituição de peças para atender as necessidades da Secretaria de Obras.

As sócias da J C MARTINS E CIA LTDA – EPP são: JOYCE CAMPOS MARTINS e SABRINA KARDIOJA LIMA MATOS

O valor que a prefeitura vai pagar para a empresa é de 1.498.182,27 (um milhão quatrocentos e noventa e oito
mil, cento e oitenta e dois reais e vinte e sete centavos)

A assinatura do contrato foi realizada no dia 10 de março de 2018, conforme mostra extrato do diário oficial obtido pela reportagem.

J C MARTINS E CIA LTDA – EPP

O blog ainda apurou que a empresa fica em uma pequena sala comercial na AV DANIEL DE LA TOUCHESALA 509 TORRE 02 ANDAR 5. A empresa ainda é uma sociedade, onde as sócias são cunhadas, o blog vem fazendo um levantamento e além dos contratos em São Bento, Cururupu e outros municípios também firmaram contratos milionários com a mesma empresa. A empresa tinha sede na cidade de  Pindaré Mirim, mais recentemente mudou se para capital.

Fica o alerta ao Ministério Público e demais órgãos de fiscalização.

Confira os extratos: