Lobão tenta mais uma…

Edson Lobão aos seus 82 anos ainda não se cansou da política, ou melhor do poder. 

 Com uma ficha corrida Lobão agora tenta mais uma eleição, os privilégios obtidos ao longo de sua vida pública foram muitos. 

 O “Esquálido” como ficou conhecido após Henrique Valladares contar à PGR que foram pagos 5,5 milhões de caixa dois por sua atuação  em favor da Odebrecht no projeto da usina hidrelétrica de Jirau. Está sim enfadado da política. Porém o maior sonho de seu filho Edson Lobão, ou Lobão filho como é conhecido, é que o pai se eleja e se aposente. Sendo assim Edinho assume o cargo e fica por oito anos, senador da república federativa do Brasil. 

Lobão filho sempre “atuou” de perto no mandato de seu pai, não só ele mais também “aquele que mora no Rio de Janeiro” como ficou conhecido Márcio Lobão após ser alvo da operação Leviatã.

Operação Leviatã foi o nome dado à operação deflagrada pela Polícia Federal em 16 de fevereiro de 2017. Trata-se de um desdobramento da Operação Lava Jato. Entre alvos da operação estava os principais envolvidos em um esquema de repasse de valores ao filho do senador Edson Lobão. 

Márcio Lobão não é o único dos filhos do senador envolvido em escândalos, Edinho Lobão que foi candidato a governador do Maranhão e é candidato a suplente de seu pai nas eleições deste ano também se envolveu em escândalos, pode se destacar que foi investigado por supostamente ter recebido pagamentos irregulares feitos pelo Grupo Bertin – ligado ao pecuarista José Carlos Bumlai.    Ele teria recebido repasses de ao menos 8 milhões de reais. Lobão Filho afirmou na época que o valor se referia a uma “intenção de vender uma participação societária para o grupo”, mas a operação “acabou sendo cancelada”. “Não houve, de forma alguma, recursos transferidos entre as partes, ou seja, foi simplesmente um negócio anulado”, afirmou.

O clã Lobão “perambula” pelo interior do estado em busca de votos, alguns supostamente com abstinência de privilégios, e outros apenas querendo manter o “status” de neta e filho de senador. 

Gil Cutrim, um colecionador de escândalos no poder

Gilliano Fred Nascimento Cutrim, mais conhecido como Gil Cutrim advogado ex prefeito do município de São José de Ribamar, ex-presidente da Famem, e atual pré candidato a deputado federal.

O político que virou um verdadeiro colecionador de escândalos. O blog vai destacar uma série de escândalos que se envolveu o p candidato pelo PDT ao cargo de deputado federal.  Acompanhe:

 Gil Cutrim é acionado por improbidade administrativa 

segundo o MP-MA, em operação deflagrada pelo Gaeco que levou em conta irregularidades no contrato entre a Prefeitura de Ribamar e a Coopmar foi verificado que o endereço da Cooperativa era falso, além de obter farta documentação referente à montagem de processos licitatórios. O total de recursos movimentado em São José de Ribamar na gestão Gil Cutrim foi de R$ 15.774.269,82, em esquema direcionado principalmente a recursos da educação. O Ministério Público do Maranhão solicitou que a Justiça determinasse, em medida liminar, a indisponibilidade dos bens de todos os envolvidos incluindo o ex-prefeito até o limite de R$ 15 milhões, além de pagamento por danos morais coletivos a ser revertida ao Fundo Estadual de Proteção dos Direitos Difusos.

Gil Cutrim adquiriu bens com valores desproporcionais à sua renda

Com salário de R$17.194 foi possível adquirir quatro BMW, um Audi, um apartamento no edifício Murano na Península, um sítio em Ribamar e mais uma casa no condomínio The Prime. Como atesta o MP.

De acordo a descrição do Ministério Público, os bens acumulados de Gil Cutrim chegam próximo dos R$10 milhões. Só de imóveis mais de R$ 7 milhões foram gastos, o apartamento no prédio Murano vale R$ 6 milhões; um sítio, no bairro Maracajá, em São José de Ribamar, no valor de R$ 450 mil e mais uma casa no Condomínio The Prime, no valor de R$ 666.761,62 foram compradas durante o período que o pedetista esteve no comando da Prefeitura de São José de Ribamar.
No apartamento adquirido na Península, Cutrim dispõe de 587 m² de área privativa, guarita blindada e outra séries de comodidades.
  No ramo de automóveis, Gil também fez um grande investimento e mostrou-se um apaixonado por BMW. De acordo com o MP, em seu nome tem uma BMW no valor de R$400 mil. Porém, outros veículos também são de posse do ex-prefeito.

Gil Cutrim condenado no TRE

Ao identificar a concessão de benefícios fiscais em ano eleitoral realizada por Gil Cutrim, o Ministério Público Eleitoral (MPE) manifestou-se contra o provimento do recurso, que teve a condenação mantida julgamento pelo TRE, em 25 de janeiro de 2018, sendo acolhido apenas parcialmente com a adequação da multa aplicada ao
ex-prefeito de R$ 53.205,00 para R$ 21.282,00

Sucessivos escândalos 

A partir de hoje, o blog abre uma série mostrando as revelações do período em que Gil Cutrim foi prefeito, foram muitos escândalos para um politico tão jovem.

 Aguardem os próximos capítulos dessa novela repleta de “cenas” de luxúria e transviamento de recursos públicos.

 

 

Blog vai relembrar escândalos que marcaram a vida de figuras carimbadas da política Maranhense

Ao longo da semana o blog do Werbeth Saraiva vai trazer aos leitores uma série de escândalos que já envolveram parlamentares estaduais e federais Maranhenses.

O blog vai relembrar escândalos que envolveram figuras carimbadas da política do estado, alguns dessas sinecuras já esquecidas pela população.