Fogo Amigo! Secretário de agricultura do estado tenta se promover e critica aliados do governador Flávio Dino na região do Alto Turi

Em visita ao município de Araguanã, administrado pelo prefeito Valmir Amorim (PR), que é aliado do presidente estadual do partido o deputado Josimar Maranhãozinho, o Secretário de Estado da Agricultura, Pecuária e Pesca (SAGRIMA) Márcio Honaiser, resolveu usar a sua pasta para autopromoção e quem sabe assim, alavancar a sua pré-candidatura a uma cadeira no legislativo do estado. Sem conhecimento de causa aliados do secretario  fizeram severas críticas a administração Republicana daquele município, esquecendo que, o PR e o atual gestor Valmir Amorim é aliado do governador Flávio Dino e através do governo a administração conseguiu muitos avanços para Araguanã em todas as áreas, recentemente o município foi contemplado com o programa “Mais Asfalto”, graças a essa parceria.

Em pronunciamento de tom politico eleitoral o secretário de estado tentou de todas as formas a autopromoção,
Pré-candidato a deputado estadual, Márcio Honaiser começa muito mal a sua caminhada, o fato do mesmo não conhecer a realidade dos municípios, em especial o Alto Turi faz com ele coloque o governador Flávio Dino em uma verdadeira “sinuca de Bico” atirando contra os aliados do governo.

Empresa doadora de campanha faturou mais de R$ 4 milhões em Santa Luzia do Paruá na Gestão Eunice Damasceno

A doação de campanha eleitoral é uma nova modalidade de faturar milhões com prefeituras. E essa realidade se destacou como um milagre da multiplicação em Santa Luzia do Paruá, quando administrada por  Eunice Boueres Damasceno.

Em forma de agraciar a empresa que doou apenas R$ 10 mil reais, a prefeita contratou a Distribuidora de Medicamentos Maximus Ltda., por mais de R$ 4 milhões chamando atenção dos órgãos federais pela exorbitância das cifras.

Luiz Tarquino Pereira Cruz, proprietário da empresa agraciada, ganhou quatro contratos, sendo um de quase R$ 2 milhões, outros de R$ 483, R$ 892 e R$ 731 mil reais.

Pelo visto foi ótimo fazer negócios com a então prefeita Eunice, onde uma simples doação de R$ 10 mil se reverteu em milhões em contratos.

Um prato cheio para Polícia Federal, que quase 2 anos depois nunca se pronunciou….

 

 

A TABOCA RACHOU! Suplente de senador do Maranhão diz que parlamentares são ‘ladrões’ e ‘deveriam estar presos,” Após roubarem sua carteira”

Muito exaltado e nervoso, o senador Pastor Bel (PRTB-MA), suplente do senador Edison Lobão (PMDB-MA), afirmou nesta terça-feira que alguns dos seus colegam “deveriam estar presos”. Em discurso na tribuna do Senado, Pastor Bel ainda reclamou da dureza da vida de político, que é achincalhado pela população, bate na porta dos ministérios e não consegue “uma bicicleta” para levar para seu estado. Os poucos senadores no plenário ficaram assustados com o discurso. O senador estava acompanhado de Levy Fidelix, o candidato a presidente do seu partido

Pastor Bel, da Igreja Assembleia de Deus, ameaçou entregar o mandato imediatamente para que Lobão tome conta, mas depois disse que ficará até abril. Ele ressaltou, no entanto, que não sabe se vale a pena ficar na Casa como “mais um mau caráter que só recebe o salário e não faz nada pelo estado”.

— A gente vê caminhando nos corredores do Senado quem não tem um pingo de vergonha na cara, que já deveria estar preso! Esse pode ser meu último discurso aqui, mas deixo a minha revolta. A minha revolta! Vale a pena ser senador? Os ladrões estão aí, mas em 2018 o povo vai estar de olho em nós — bradou o Pastor Bel, alterando ainda mais o tom da voz.

Ele começou o discurso contando que, ao chegar hoje em Brasília, quando entrou no salão de desembarque, bateu a mão no bolso e cadê a carteira? Acionada a polícia, a bolsa foi encontrada no banheiro, mas sem o dinheiro.

— Que país é esse? A violência está muito grande, eu trago aqui a minha revolta com o que está acontecendo com o meu país! Hoje não se respeita político. Por onde a gente passa, qualquer um se levanta e fala o que quer contra a gente. Por mim já tinha entregado esse negócio aqui.

Decepcionado, Pastor Bel disse que assumiu o mandato de senador achando que “isso aqui era outra coisa”. Mas ressaltou que prefere deixar o mandato à disposição de Lobão e ir cuidar da vida, pois ganha muito mais “cuidando da obra de Deus e pregando a palavra do senhor”.

— Estou batendo na porta dos ministérios e não consegui até agora nem uma bicicleta para levar para meu estado. Deixo o mandato e o senador Lobão se quiser que tome conta. Estou preocupado é com minha dignidade. Deixo a minha revolta porque a gente não consegue nada — discursou Pastor Bel.

Apesar de dizer que pelos corredores transitam os ladrões que deveriam estar na cadeia, defendeu Lobão, que responde a diversos inquéritos no Supremo Tribunal Federal (STF), derivados da Lava-Jato. Ele disse que Lobão é como um pai para ele.

Os senadores presentes no plenário tentaram acalmar Pastor Bel.

— O senhor tem que dizer quem são os ladrões — questionou o senador José Medeiros (Podemos-MT).

— Vossa Excelência sabe muito bem quem são — respondeu Pastor Bel.

— Eu não, se o senhor sabe, deve representar contra eles no Conselho de Ética da Casa — retrucou Medeiros.

Na sua tentativa a senadora Rose de Freitas (PMDB-ES) , em aparte, disse que todos os senadores vinham ao Senado trabalhar por seus estados e ele deveria aproveitar a chance para também trabalhar pelo Maranhão.

— Abrande seu coração e mostre que veio lutar pelo seu estado — tentou Rose de Freitas.

Sem sucesso. Pastor Bel continuou dizendo que nunca iria trocar sua dignidade por emenda parlamentar.

— Quero agradecer minha família e minha esposa que está debaixo de oração desde cedo orando por mim — encerrou, diante dos senadores que não sabiam se riam ou levavam a sério a fala do senador maranhense.

Licença

Para assumir o cargo por quatro meses, o pastor receberá dois salários extras, no valor de quase R$ 70 mil, como ajuda de custo no início e final do mandato, além do subsídio pago mensalmente e dos benefícios.

No final do ano passado, Lobão pediu licença perto do recesso parlamentar após apresentar atestado médico. Ele pediu afastamento em período de baixa produtividade na Casa, entre dezembro e março, mas estendeu o afastamento por mais um mês para poder convocar o suplente alegando motivos pessoais. São necessários pelo menos 120 dias de licença para que o suplente seja chamado.

jornalpequeno.blog.br

Dr. Leonardo Sá declara apoio e voto em Weverton para Senador

Pré-candidato a deputado estadual, Dr. Leonardo Sá, anunciou apoio a Weverton Rocha na disputa ao Senado. Na companhia do suplente de vereador de São Luís, Eduardo Bruno (PPS), o médico de Pinheiro declarou que caminhará junto com o presidente do PDT do Maranhão na disputa majoritária deste ano.

De acordo com o próprio Leonardo Sá, o lançamento da pré-candidatura de ambos está marcado para março, e juntos vão percorrer diversas cidades maranhenses.

Atualmente Weverton é deputado federal em seu segundo mandato desde 2015, pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT). O parlamentar está filiado desde os seus 16 anos no partido, e traz no seu currículo um grande trabalho em defesa das causas sociais prestado aos brasileiros.

Weverton Rocha contra o golpe que colocou Michel Temer na presidência da República, votou contra as reformas trabalhistas e contra a reforma da previdência social, defensor da democracia e muitos outros requisitos que colocam seu nome como um dos melhores na disputa para tal cargo.

Em sua página pessoal no facebook, Leonardo Sá publicou em primeira mão sua decisão em apoiar Weverton e disse que terá total dedicação a coordenação da pré-campanha de Weverton na Baixada Maranhense: “Olá meus amigos! Venho aqui contar pra vocês em primeira mão sobre a minha decisão, decidi caminhar ao lado do Deputado Weverton rumo a vitória nas próximas eleições, ele é pré-candidato a Senador e está gabaritado para ser Senador pelo Maranhão, grande defensor das causas sociais, é um amigo, e eu farei o sua pré-candidatura ao Senado da mesma forma que farei a minha pré-candidatura à Deputado Estadual, com o mesmo empenho, a mesma garra, e o mesmo objetivo que é a vitória, no que depender de mim, da minha colaboração afirmo, Weverton será o próximo Senador pelo Maranhão”, declarou Leonardo

Acusados de canibalismo vão a júri popular em São Luís

Geovane Sousa Palhano, o “Bacabal”, e Enilson Vando Matos Pereira, conhecido como “Matias” ou “Sapato”, serão levados a Júri Popular pelo assassinato do detento Edson Carlos Mesquita da Silva, ocorrido em dezembro de 2013, em uma das celas do Complexo Penitenciário de Pedrinhas. Rones Lopes da Silva, o “Rony Boy”, acusado de ser o mandante do crime, também já foi pronunciado para ser submetido ao Tribunal do Júri. As decisões que determinam o julgamento dos acusados perante o Júri Popular são do juiz titular da 4ª Vara do Tribunal do Júri de São Luís, José Ribamar Goulart Heluy Júnior, que manteve a prisão dos réus e negou-lhes o direito de aguardarem o julgamento em liberdade.

Eles foram denunciados pelos crimes de homicídio qualificado, esquartejamento, canibalismo e destruição de cadáver. Conforme consta na denúncia do Ministério Público, o crime teria sido motivado por rivalidade entre facções criminosas dentro do presídio. Geovane Palhano Sousa responde a mais duas ações penais na Comarca de Bacabal-MA; Enilson Vando Matos Pereira, a outro processo na 4ª Vara do Tribunal do Júri de São Luís; e Rones Lopes da Silva, a duas ações na 4ª e na 3ª Varas do Tribunal do Júri da capital. Na decisão de pronúncia, o magistrado afirma que “resta claro a necessidade de segregação cautelar desses acusados, pois é notável que os mesmos dedicam-se a atividades criminosas”, frisa.

Ainda de acordo com a denúncia do Ministério Público, no dia 23 de dezembro de 2013, por volta das 17h, na cela 01 do bloco “C” do presídio São Luís II (PSL II), no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, os denunciados e outro detento (já falecido) mataram Edson Carlos Mesquita da Silva, esquartejaram, vilipendiaram seus restos mortais (canibalismo) e destruíram o cadáver, conforme apontado na certidão de óbito e nos laudos de exame cadavérico e exame em local de morte violenta. Os restos mortais foram encontrados na lixeira, dentro de sacos de lixo e só foram identificados devido a uma tatuagem que a vítima tinha nas costas.

Crime- Uma das testemunhas declarou em juízo que no pavilhão em Pedrinhas, onde vítima e réus estavam presos, nada acontecia sem a permissão de uma pessoa conhecida como “Sapato”, que seria o líder e recebia ordens de “Rony Boy”. Conforme o relato, no dia do crime, Edson Carlos Mesquita da Silva foi amarrado e espancado durante toda a noite, ficando desfigurado. “Bacabal” e “Sapato” reuniram-se para decidir se matavam ou não o detento e, em seguida, “Sapato” entrou em contato com “Rony Boy”, que permitiu que a vítima fosse morta. Na época, “Rony Boy” estava preso no Quartel da Polícia Militar.

Ainda, segundo a testemunha, todos os acusados são integrantes de uma facção criminosa denominada Anjos da Morte, da qual a vítima não era membro; e Edson Carlos Mesquita teria sido assassinado com uma faca artesanal e os denunciados teriam retalhado o corpo; assado e comido o fígado da vítima, oferendo ainda aos demais detentos. Na decisão de pronúncia, o juiz destaca ter sido apurado que os denunciados teriam submetido a vítima a graves sofrimentos físicos e mentais, por longo lapso temporal (a noite inteira), como afirmou uma das testemunhas.

Absolvido – Denunciado pelo Ministério Público de participação no crime, Samyro Rocha de Souza, conhecido como “Taurus” ou “Satanás”, foi absolvido da acusação porque ele não se encontrava preso em Pedrinhas na data do crime, estando em liberdade desde o dia 19 de dezembro de 2013. O juiz José Ribamar Goulart Heluy Júnior revogou a ordem de prisão preventiva contra Samyro Rocha e expediu o alvará de soltura, se por outro motivo ele não estiver preso. Nas alegações finais, o órgão ministerial pediu a absolvição sumária do denunciado.

Mandante – A ação penal contra Rones Lopes da Silva, considerado o mandante do crime, foi desmembrada da ação originária, em que figuram todos os acusados, porque Rony Boy estava em presídio federal quando houve a audiência com os demais denunciados. Ele foi pronunciado, em novembro do 2017, para ser julgado pelo júri popular, e permanece preso.

Na decisão de pronúncia, o juiz destacou que os crimes dos artigos 211 e 212 do Código Penal, respectivamente, destruição de cadáver e vilipêndio a cadáver, por terem sido praticados em conexão com o crime de homicídio, são atraídos para julgamento no Tribunal do Júri Popular, cabendo ao Conselho de Sentença deliberar sobre tais imputações feitas ao acusado. O magistrado afirma que deve ser questionado aos jurados se a participação de Rones Lopes da Silva foi de dar permissão aos demais denunciados – uma vez que ele seria o líder da facção criminosa – através de uma conversa, via telefone, para que cometessem os crimes contra Edson Carlos Mesquita da Silva.

Prefeitura de Zé Doca já recuperou mais de 200 quilômetros de estradas

As estradas vicinais possuem extrema importância econômica, além de social e ambiental. Do ponto de vista econômico, são responsáveis pelo escoamento da produção agrícola e o consequente abastecimento das zonas urbanas. Também, são através delas que os insumos agrícolas necessários a produção chegam às propriedades rurais.
Em Zé Doca mais de 10 mil pessoas da chamada “Região da Mata” viveram no isolamento, situação que piorava ainda mais no período chuvoso.  Esse drama do homem do campo perdurou por décadas, tendo se agravado na gestão passada
 
A mudança
Logo que assumiu o município em janeiro de 2017, a prefeita Josinha Cunha juntamente com o deputado Josimar Maranhãozinho visitaram a região e constataram a triste realidade que enfrentava o homem do campo.  Em entrevista ao repórter Geovane Tavares da TV Record Josinha afirmou que em 2018 aquela situação não mais se repetiria e os moradores da zona rural teriam o direito de ir e vir, DITO e FEITO.
Uma das situações mais críticas era o acesso à região da Nova Conquista. Povoados como; Igarapé Grande, Paraíso do Sobral, Quinto Braço, Gavião entre outros vivenciaram esse drama durante muito tempo. A prefeitura acabou com esse sofrimento e só nessa região recuperou mais de 90 quilômetros de estradas do trecho que liga Zé Doca a Nova Conquista beneficiando várias comunidades rurais. Mais de 32 pontes foram feitas para garantir o livre tráfego de quem percorre o interior do município.
Uma das obras mais celebradas foi no “Baixão do Itamar” onde um rio passava pela estrada. Um grande trabalho de aterro foi realizado e hoje o que era um sonho distante da população foi finalmente realizado. “Por aqui só se trafegava a pé ou nadando, eu havia dito que iria resolver o problema, não foi fácil, mas com empenho e a ajuda do deputado Josimar Maranhãozinho conseguimos acabar com o sofrimento de muitas famílias, aqui temos novas pontes e um grande aterro”, comemorou a prefeita Josinha.
O deputado estadual Josimar Maranhãozinho vem contribuindo de forma significativa com a atual administração de Zé Doca. Esse trabalho de recuperação de vicinais teve a sua importante parcela de contribuição e segundo a prefeita, os trabalhos em beneficio do homem do campo devem se intensificar após o período de chuvas.

Ex-presidente da Câmara de São João Batista é denunciado por fraude em licitação

O Ministério Público do Maranhão ofereceu, nesta segunda-feira, 5, Denúncia contra o ex-presidente da Câmara de Vereadores de São João Batista, Raimundo José Ferreira Machado. Ele foi acionado por contratar serviços sem licitação referentes ao exercício financeiro de 2010. O prejuízo aos cofres públicos é de R$ 138.870,84 mil.

As irregularidades foram detectadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) e constam no Relatório de Informação Técnica nº 454/2012. A Denúncia foi feita pelo promotor de justiça Felipe Augusto Rotondo.

O denunciado determinou, sem o devido processo, dispensa ou inexibilidade de licitação, a contratação de fornecimento de material de expediente e limpeza pela empresa Triplo T LTDA, locação de veículos, reforma do prédio da Câmara de Vereadores pela empresa Cordenge, contratação de serviços gráficos com a empresa São Luís Brinces Gráfica e Editora e contratação de assessoria jurídica.

Acidente na Estrada da Maioba deixa motorista preso nas ferragens

Um carro de passeio colidiu com um ônibus por volta das 5h desta quarta-feira (7), na MA-202, a Estrada da Maioba. Duas pessoas ficaram feridas.

O motorista de um Corsa Classic tentou fazer uma curva, segundo equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e acabou sendo atingido por um ônibus de empresa de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), e acabou sendo atingido por um ônibus, de empresa de locação e turismo, que vinha atrás dele no mesmo sentido (Forquilha-Estrada da Maioba).

Homens do Corpo de Bombeiros trabalhavam ainda durante a madrugada para retirar o casal que ficou preso às ferragens do Classic. Os dois foram levados ao hospital, e o motorista do ônibus passa bem.\

Imirante

 

Heméterio Weba participa da sessão de abertura dos trabalhos da Assembleia

O deputado Heméterio Weba participou da Sessão Solene de abertura dos trabalhos referentes à 4ª Sessão Legislativa da 18ª Legislatura da Assembleia Legislativa do Maranhão, que contou com as presenças do presidente da Assembleia, deputado Othelino Neto (PCdoB), do governador Flávio Dino, dentre outras autoridades. O parlamentar ainda falou de suas expectativas para esse ano que se iniciará e de suas pretensões para o município de Nova Olinda.

“Reiniciar os trabalhos é sempre muito importante para que o nosso estado continue a se desenvolver e as expectativas sempre são as melhores, pois o trabalho não pode parar. E o que eu desejo para esse ano que se iniciará é ainda mais trabalho, fortalecimento dos nossos vínculos políticos sem esquecer nossas bases”, afirmou.

O parlamentar ainda relatou o que espera para Nova Olinda, quais as propostas e projetos para a cidade. “O desenvolvimento em Nova Olinda não parou um único dia, a prefeita Iracy Weba tem se dedicado e esforçado para o trabalho não parar, mesmo diante da crise o que planejamos é que continue destinando emendas para Nova Olinda e principalmente e desejar que o Poder Legislativo tenha um ano abençoado, de muito trabalho e sempre lutando em favor do desenvolvimento do Estado do Maranhão”, finalizou Weba

SAIBA MAIS

De acordo com o artigo 3º, inciso I, do Regimento Interno, a Assembleia se reúne em Sessão Ordinária, anualmente, nos períodos de 02 de fevereiro a 17 de julho e de 1º de agosto a 22 de dezembro. Cada período de quatro anos de funcionamento da Assembleia Legislativa é chamado de Legislatura, que se divide em quatro Sessões Legislativas (1ª, 2ª, 3ª e 4ª), que, por sua vez, divide-se em períodos (1º e 2º).

Ex-prefeito de Cândido Mendes é preso por suspeita de desvios de verbas

O ex-prefeito da cidade de Cândido Mendes, José Haroldo Fonseca Carvalhal, 54 anos, foi preso, nesta terça-feira (6), pela Polícia Civil por intermédio da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC).

A prisão, que ocorreu em cumprimento ao mandado de prisão expedido pelo Juízo da Comarca de Cândido Mendes, foi feita no bairro do Turu, em São Luís.

José Haroldo foi prefeito da cidade de Cândido Mendes por três mandatos ( 1997-2000, 2001-2004 e 2009-2012). Ele é investigado por desvios de verbas na execução de convênio entre a prefeitura e o Ministério da Saúde, através da Fundação Nacional da Saúde.

Segundo as informações da Polícia, após as formalidades legais o ex-prefeito foi encaminhado ao Centro de Observação Criminológica e Triagem de São Luís onde permanecerá a disposição do Poder Judiciário.