Pensão da mãe de 38 mil reais, servia para sustentar filho agressor.

Bacharel em Direito, Roberto Elísio Coutinho, não trabalha há muito tempo. Era sustentado pelos país e depois que o senhor Elísio Martins morreu, há 20 anos, passou a viver da pensão  da mãe, dona Josete, hoje com 84 anos. A pensão dela é de R$ 38 mil por mês em função de ser professora aposentada da UFMA (foi também do Ceuma) e da pensão que ganha do falecido que era auditor fiscal.
Ocorre que desse total das duas pensões, o dinheiro que sobrava é apenas R$ 12 mil por causa de inúmeros empréstimos feitos pela pensionista estimulada pelo único filho. Com o que sobra, dava para sustentar o bacharel, a mãe e a esposa dele.
Ontem, um vídeo viralizou em que ele agride verbal e fisicamente a própria mãe. Tudo foi filmado pela esposa do agressor, que teve prisão preventiva decretada e encontra-se preso na Seic.
Ele diz que se arrependeu e que tem problemas de esquizofrenia e que vai procurar tratamento médico, inclusive se internando numa clínica.
Veja mais:

Atuante, Deputado Hemetério Weba, Participa de reunião da diretoria do parlamento Amazônico .

Deputado Hemetério ao lado do deputado Welington do curso .



O deputado estadual Hemetério Weba (PV) cumpre agenda em Manaus, Hemetério esteve na assembleia Legislativa do estado do Amazonas, participando da reunião da diretoria do parlamento amazônico, discutindo sobre a redução de Voos para o Maranhão e para a região amazônica, Hemetério como sempre atuante e participativo nas causas que interessam diretamente o povo do estado do Maranhão.

Urgente suicídio agora pela manhã, no hotel luzeiros em São Luís

Um homem, de aparência jovem,  se suicidou hoje de manhã depois de se jogar de um apartamento no  último andar  do Hotel Luzeiro, onde estava hospedado. O corpo caiu bem próximo da piscina. Várias viaturas e policiais estão no local. Rabccão do IML acaba de chegar ao local.
Aguardem novas informações:
Luis Cardoso 

Você sabia que mesmo com grande repercussão, Homem que agrediu a própria mãe em São Luís se Julgado e condenado, pela lei não pode ultrapassar quatro anos de prisão? Entenda!

Mesmo com o grande clamor da sociedade por conta da grave repercussão  do vídeo que aparece um homem agredindo sua própria mãe , para a justiça não é coisa de outro mundo, já virou rotina para as autoridades policiais fatos como esse, e mesmo com a opinião pública pedindo punição severa outros até ” o inexistente ” a ” pena de morte”, nada mais do que a lei peculiar pode ser aplicado no caso entenda:  Na esteira  do que já sustentamos em outros comentários aqui no nosso blog, o Estatuto do Idoso é instrumento que representa aquilo que se Rogério Sanches denomina de especialização da justiça (nesse sentido Rogério Sanches e tantos outros autores). Em outras palavras, a política criminal no nosso país também vem sendo conduzida de maneira a dar maior efetividade a casos em que a violência se direciona contra determinado grupos de pessoas.
O Estatuto do Idoso é, a exemplo da Lei Maria da Penha que protege a mulher contra agressão no âmbito familiar -, diploma legal competente a preservar direitos assegurados às pessoas com idade igual ou superior a sessenta anos, tudo com vistas a educar a sociedade e amparar aquele que caminha para a chamada melhor idade.
Neste sentido, a Lei 10.741/03 dispõe de instrumentos que visam a dar atendimento preferencial ao idoso bem como de outros que tendem a evitar que ele seja objeto de negligência, discriminação, violência, crueldade ou opressão (art. 4º). Causou estranheza, no entanto, o conteúdo normativo do artigo 94, da Lei 10.741/03, que prevê:
Art. 94 . Aos crimes previstos nesta Lei, cuja pena máxima privativa de liberdade não ultrapasse 4 (quatro) anos, aplica-se o procedimento previsto na Lei no 9.099, de 26 de setembro de 1995, e, subsidiariamente, no que couber, as disposições do Código Penal e do Código de Processo Penal.
Para o Ministério Público da União, representado pelo seu chefe o Procurador Geral da República, o texto acima transcrito é inconstitucional, na medida em que pretendia beneficiar com os institutos despenalizadores da Lei 9.099/95 aquele que cometesse os crimes previstos no Estatuto do Idoso, quando este diploma legal deveria proteger de maneira específica os interesses do sexagenário. Com isso, ajuizou no STF a ADI 3096/DF, cuja relatora foi a Ministra Cármen Lúcia que se posicionou, acompanhada pelo Pleno da Suprema Corte, da seguinte maneira 

Homem que agrediu a própria mãe em São Luís vai ser preso a qualquer instante

De acordo com informações repassadas pelo secretário estadual de Direitos Humanos, Francisco Gonçalves (PT), a delegada do Idoso, Igliana Freitas, já pediu medidas protetivas para a idosa agredida pelo filho, Roberto Elísio. A senhora identificada por Joseth foi agredida verbalmente e fisicamente pelo bacharel em direito que foi filmado, provavelmente pela esposa.
As medidas protetivas para a idosa deve ser expedida pela juíza Oriana Gomes, responsável pela Vara 8ª Cível que acolhe os casos dos idosos. Nesta manhã de sexta-feira (26), ainda deve ser expedido o pedido de prisão que deve ser feito pelo promotor do Idoso, José Cutrim, que deve com o apoio da Presidente do CMDI – Conselho Municipal de Direitos do Idoso, Sofia Ferreira.
Francisco Gonçalves ainda contou que a Sedihpop, através da Coordenadoria de Proteção do Idoso, está acompanhando o caso. Ações sendo tomadas nas esferas jurídicas, policiais e sociais para proteger a idosa.
Em entrevista a rádio Mirante AM, Roberto Elísio: “Me arrependo de não ter me tratado antes. A pessoa nunca quer admitir que está doente. Eu não agrido minha mãe. A minha mãe é tudo pra mim. Eu não tenho mais pai. Eu cuido da minha mãe durante todos esses anos. Eu larguei tudo, eu larguei minha vida, eu larguei de trabalhar para cuidar dela”, declarou.

Em Bom Jardim Ministério Público acaba com ” a farra de combustível de aliados do prefeito “.


O Ministério Público de Bom Jardim resolveu solicitar formalmente do proprietário do Auto Posto Varão explicações quanto ao recebimento de denúncias informando que vereadores aliados do prefeito Dr. Francisco estariam abusando de uma “bolsa combustível” patrocinado pela Prefeitura Municipal.
Com objetivo de investigar a fundo a suposta farra com dinheiro público, o promotor Fábio Santos de Oliveira enviou oficio requisitando informações e documentos que possam ajudar na comprovação da farra. De acordo com denúncias, os vereadores Manim, Sônia Brandão, Sinego, professor Clebson e Lebreu estariam abusando do uso de notas de combustível cedidas pela prefeitura para uso exclusivamente particular, lesando de forma direta os cofres públicos com tal mordomia.

Atenção São Luís; Nova paralização geral de ônibus pode ser deflagrada na próxima semana.

O blog do Werbeth Saraiva apurou que se não tiver entendimento entre categoria e empresários na próxima semana já pode ter paralização , se isso acontecer Com certeza  vai gerar enormes  prejuízos para a grande São Luis, além de atrapalhar a rotina da cidade, a paralização dos transportes coletivos na capital acaba acarretando perca no comércio e causando um grande prejuízo a economia Ludovicense.
Nos últimos dias, o Sindicato dos Rodoviários tem se reunido, permanentemente, com o sindicato patronal, SET. Durante as rodadas de negociações, Isaias Castelo Branco e diretores da entidade têm mantido postura firme. Em relação aos salários, os representantes da categoria, brigam por percentuais dignos, acima das perdas inflacionárias, no decorrer de um ano.
Para a próxima segunda-feira (29 de Maio), o Sindicato convocou toda a classe que atua no transporte urbano de São Luís, para uma Assembléia Geral, na sede da entidade, no Centro, em dois turnos, às 9 horas e às 16 horas. Na ocasião, os trabalhadores irão saber os resultados das negociações, ou seja, se as contrapropostas dos empresários atendem as exigências dos Rodoviários.
Isaias Castelo Branco destaca que esse encontro será de extrema importância, já que a partir de uma decisão dos trabalhadores, uma nova paralisação dos ônibus, pode ser deflagrada em São Luís. “Temos sido pacientes, abertos ao diálogo com os patrões, comparecendo em todos os encontros, mas não podemos mais esperar. O tempo esgotou. Maio praticamente acabou e até agora, nenhum acordo foi firmado. Na segunda-feira (29) iremos apresentar aos trabalhadores as últimas contrapropostas do sindicato patronal. Se elas não agradarem a categoria, levaremos para apreciação, para que se decida se deflagramos ou não a paralisação do transporte público. Se os Rodoviários votarem pela greve, cumpriremos o prazo de 72 horas, estabelecido pela justiça e logo após, cruzaremos os braços. Os empresários, mais uma vez, querem nos enrolar, mas não iremos permitir. Vamos a luta por nossos direitos”, enfatizou o Presidente do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão.
acompanhe o blog do werbeth saraiva também no Instagram @werbethsaraiva_97, o blog mais acessado da região do Alto Turì Maranhense