Edvaldo Holanda Jr


Em 2 anos do segundo mandato, o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), cumpriu apenas 8 promessas das 37 feitas durante o período de campanha em 2016. Os dados foram divulgados pelo site G1.

Segundo o levantamento, o gestor da capital maranhense deixou de honrar 18 compromissos firmados com a população, cerca de 11 promessas foram feitas, mas não em sua totalidade. Os setores mais afetados com a má gestão de Edivaldo são a saúde, educação e cultura, e a segurança pública.

Na saúde, o prefeito cumpriu apenas 1 promessa, que foi a ampliação do Programa São Luís Saudável. Edivaldo deixou de criar o Centro de Reabilitação, de implantar novas unidades preventivas de saúde e de urgência e emergência, e de ampliar o programa Leite na Escola.

Na educação e cultura não foi diferente, o prefeito honrou apenas um compromisso em sua totalidade, das 9 promessas feitas em sua campanha. Holandinha não concluiu a construção de escolas e creches, não implantou programa de habitação no Centro Histórico, e muito menos criou o Prouni municipal. A ampliação da rede de escolas com ensino integral também nunca saiu do papel.

Outras promessas que ficaram apenas no discurso são as da segurança pública. Na época do período eleitoral, Edivaldo Júnior afirmou que ampliaria a instalação de câmeras e monitoramento em áreas estratégicas da cidade, que construiria um canil para treinamento de cães e reformaria os postos de Salva-Vidas. Mas nada foi feito até o momento.

Além destes, o prefeito de São Luís deixou de investir nas pastas do Meio Ambiente, Infraestrutura, Esporte, Economia, Direitos Humanos e Sociais e Administração.

Na Mobilidade Urbana, Holandinha cumpriu as 6 promessas feitas, sendo duas pela metade, que foram a criação do aplicativo para usuário acompanhar rota de ônibus e melhorar o bilhete único e a renovação de 40% da frota e colocar internet em todos os ônibus.

No setor de Turismo, Edivaldo tirou do papel os dois compromissos firmados, que são as implantações do centro de capacitação em culinária típica e do programa de formação e qualificação para o turismo.