Acusados de canibalismo vão a júri popular em São Luís

Geovane Sousa Palhano, o “Bacabal”, e Enilson Vando Matos Pereira, conhecido como “Matias” ou “Sapato”, serão levados a Júri Popular pelo assassinato do detento Edson Carlos Mesquita da Silva, ocorrido em dezembro de 2013, em uma das celas do Complexo Penitenciário de Pedrinhas. Rones Lopes da Silva, o “Rony Boy”, acusado de ser o mandante do crime, também já foi pronunciado para ser submetido ao Tribunal do Júri. As decisões que determinam o julgamento dos acusados perante o Júri Popular são do juiz titular da 4ª Vara do Tribunal do Júri de São Luís, José Ribamar Goulart Heluy Júnior, que manteve a prisão dos réus e negou-lhes o direito de aguardarem o julgamento em liberdade.

Eles foram denunciados pelos crimes de homicídio qualificado, esquartejamento, canibalismo e destruição de cadáver. Conforme consta na denúncia do Ministério Público, o crime teria sido motivado por rivalidade entre facções criminosas dentro do presídio. Geovane Palhano Sousa responde a mais duas ações penais na Comarca de Bacabal-MA; Enilson Vando Matos Pereira, a outro processo na 4ª Vara do Tribunal do Júri de São Luís; e Rones Lopes da Silva, a duas ações na 4ª e na 3ª Varas do Tribunal do Júri da capital. Na decisão de pronúncia, o magistrado afirma que “resta claro a necessidade de segregação cautelar desses acusados, pois é notável que os mesmos dedicam-se a atividades criminosas”, frisa.

Ainda de acordo com a denúncia do Ministério Público, no dia 23 de dezembro de 2013, por volta das 17h, na cela 01 do bloco “C” do presídio São Luís II (PSL II), no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, os denunciados e outro detento (já falecido) mataram Edson Carlos Mesquita da Silva, esquartejaram, vilipendiaram seus restos mortais (canibalismo) e destruíram o cadáver, conforme apontado na certidão de óbito e nos laudos de exame cadavérico e exame em local de morte violenta. Os restos mortais foram encontrados na lixeira, dentro de sacos de lixo e só foram identificados devido a uma tatuagem que a vítima tinha nas costas.

Crime- Uma das testemunhas declarou em juízo que no pavilhão em Pedrinhas, onde vítima e réus estavam presos, nada acontecia sem a permissão de uma pessoa conhecida como “Sapato”, que seria o líder e recebia ordens de “Rony Boy”. Conforme o relato, no dia do crime, Edson Carlos Mesquita da Silva foi amarrado e espancado durante toda a noite, ficando desfigurado. “Bacabal” e “Sapato” reuniram-se para decidir se matavam ou não o detento e, em seguida, “Sapato” entrou em contato com “Rony Boy”, que permitiu que a vítima fosse morta. Na época, “Rony Boy” estava preso no Quartel da Polícia Militar.

Ainda, segundo a testemunha, todos os acusados são integrantes de uma facção criminosa denominada Anjos da Morte, da qual a vítima não era membro; e Edson Carlos Mesquita teria sido assassinado com uma faca artesanal e os denunciados teriam retalhado o corpo; assado e comido o fígado da vítima, oferendo ainda aos demais detentos. Na decisão de pronúncia, o juiz destaca ter sido apurado que os denunciados teriam submetido a vítima a graves sofrimentos físicos e mentais, por longo lapso temporal (a noite inteira), como afirmou uma das testemunhas.

Absolvido – Denunciado pelo Ministério Público de participação no crime, Samyro Rocha de Souza, conhecido como “Taurus” ou “Satanás”, foi absolvido da acusação porque ele não se encontrava preso em Pedrinhas na data do crime, estando em liberdade desde o dia 19 de dezembro de 2013. O juiz José Ribamar Goulart Heluy Júnior revogou a ordem de prisão preventiva contra Samyro Rocha e expediu o alvará de soltura, se por outro motivo ele não estiver preso. Nas alegações finais, o órgão ministerial pediu a absolvição sumária do denunciado.

Mandante – A ação penal contra Rones Lopes da Silva, considerado o mandante do crime, foi desmembrada da ação originária, em que figuram todos os acusados, porque Rony Boy estava em presídio federal quando houve a audiência com os demais denunciados. Ele foi pronunciado, em novembro do 2017, para ser julgado pelo júri popular, e permanece preso.

Na decisão de pronúncia, o juiz destacou que os crimes dos artigos 211 e 212 do Código Penal, respectivamente, destruição de cadáver e vilipêndio a cadáver, por terem sido praticados em conexão com o crime de homicídio, são atraídos para julgamento no Tribunal do Júri Popular, cabendo ao Conselho de Sentença deliberar sobre tais imputações feitas ao acusado. O magistrado afirma que deve ser questionado aos jurados se a participação de Rones Lopes da Silva foi de dar permissão aos demais denunciados – uma vez que ele seria o líder da facção criminosa – através de uma conversa, via telefone, para que cometessem os crimes contra Edson Carlos Mesquita da Silva.

Em São Benedito, População mata um dos assassinos do taxista de Itapecuru Mirim.

O último foragido da quadrilha que praticou o latrocínio do taxista Antônio Celso Bezerra Linhares, que residia em Itapecuru-Mirim, O indivíduo identificado como Rodrigo Manga Rosa que seria da cidade de São Luis, foi morto por populares na madrugada desta terça-feira (06)  no povoado São José do Eretiano, na zona rural de São Benedito do Rio Preto. Com isso, o resultado foi o seguinte: Dos quatro membros da facção criminosa, dois foram presos e dois morreram.

Quando os Policiais chegaram ao local, Rodrigo Manga Rosa ainda estava com vida, o mesmo foi socorrido pela guarnição, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito no Hospital. Foram presos: Lenilson da Silva Rodrigues, 19 anos, residente Rua da piçarreira bairro São Miguel Vargem Grande, e Wadlon Silva Sousa 23 anos residente Rua 5 casa 3 alto Vitória, anjo guarda, São Luís, vieram a óbito:Alex Sousa Lima,residente de Vargem Grande e indivíduo identificado como Rodrigo Manga Rosa que seria da cidade de São Luis.

Durante a operação foram recuperado: um gol branco placas OJI 9305 o qual havia sido tomado de assalto em Itapecuru, uma moto Fran 125 chassi 9C2.JC4.12O.BR7.21759 que havia sido tomada de assalto em São Benedito Rio Preto, 02 revólver cal 38 sem numeração, 08 (oito) munições seis intactas e duas deflagradas, 03 relógio e dois celulares, 382,00 Reais

Blog do Alexandre Cunha

Capitão é autuado por tentativa de homicídio contra sargento em pré-carnaval no Turu

Um capitão do Corpo de Bombeiros identificado como Leonardo Silva Mendonça, de 32 anos, foi autuado pelo delegado Válber Braga por tentativa de homicídio contra o sargento da Polícia Militar, Eberval Santos Rodrigues, de 48 anos. A confusão foi em uma festa de pré-carnaval, na Associação dos Servidores da Eletronorte, no bairro Turu, em São Luís, na madrugada deste domingo (4). O caso foi registrado no Plantão de Polícia Civil do Cohatrac por meio do Boletim de Ocorrência 770/2018.

Neste mesmo boletim consta a apreensão de uma pistola calibre .40 com o carregador com 11 munições intactas e uma deflagrada. Segundo as informações policiais, o capitão do Corpo de Bombeiros do Maranhão é lotado no Centro Tático Aéreo (CTA), que reúne profissionais da segurança pública do Maranhão e é acionado em missões específicas.

Gilson Santos Rodrigues, de 44 anos, é irmão do sargento atingido e em seu depoimento, divulgado pela polícia, relata que a festa em questão começou na noite de sábado na Associação dos Servidores da Eletronorte. Para participar do evento, a informação é que era preciso comprar o ‘abadá’ do Bloco Gatus no valor de R$ 30. Contudo, segundo relato de Gilson Rodrigues, por volta de 1h da madrugada de domingo, os seguranças da festa foram informar para o sargento Eberval (organizador do evento) que “três pessoas entraram pelos fundos e se negaram a pagar a taxa de contribuição de R$ 30”.

Depois disto, a vítima foi tentar negociar com os três, dizendo que eles deveriam comprar as camisas ou sair, pois se tratava de uma festa particular. Houve um desentendimento por conta do impasse e o irmão do sargento disse que o capitão Leonardo sacou a pistola e atirou em uma das pernas do militar. O irmão da vítima disse também que percebeu que o capitão iria disparar mais uma vez contra o PM e foi quando ele se jogou em cima do homem armado. Teve uma luta corporal e os seguranças ajudaram a imobilizar Leonardo, segundo o depoimento.

Sem a arma de fogo e imobilizado, o capitão do Corpo de Bombeiros foi espancado por algumas pessoas que estavam na festa, mas segundo o prórpio Gilson Rodrigues, o linchamento foi evitado justamente por outros participantes do evento.

O sargento foi encaminhado imediatamente a um hospital particular da cidade com a perna ferida à bala e o capitão foi conduzido para o Plantão do Cohatrac. No Boletim de Ocorrência, não consta nada sobre os outros dois homens que estariam acompanhando o capitão na festa.

Sobre o caso envolvendo o oficial da corporação, o Corpo de Bombeiros informou ao G1, por meio de nota, que se trata de um fato isolado e não reflete a disciplina dos militares que são treinados para preservar vidas e cumprir o regimento interno. O comando do Corpo de Bombeiros disse também que já decretou a prisão administrativa do oficial, que ficará custodiado no quartel do comando geral e que foram adotadas todas as medidas administrativas e disciplinares que o caso requer, sem prejuízo da responsabilização criminal.

G1 MA

Grave acidente deixa duas pessoas mortas na BR-135, em Santa Rita

 
Outro acidente aconteceu no final da tarde do último domingo (4) na BR-135, nas proximidades da cidade de Santa Rita. Os envolvidos iam de Bacabeira para Santa Rita, quando colidiram com um veículo de passeio.
Um dos corpos ficou no meio da pista ao lado da moto envolvida. Em seguida, um outro condutor de um veículo de passeio que estava desatento, atropelou um dos corpos e a motocicleta.

URGENTE! Morre mais um na prova do TAF do concurso da PM

Faleceu nas primeiras horas da manhã deste sábado (3) o odontólogo piauiense de Floriano que morava em São Luís, Marcone Ferreira Cordeiro.

Segundo informações de amigos que lamentaram o ocorrido, Marcone teria feito o Teste de Aptidão Física (TAF) do concurso da Polícia Militar do Maranhão nesta sexa-feira (2) quando passou mal e foi encaminhado para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) na capital mas não resistiu e faleceu hoje.

Este não é o primeiro caso registrado. Na última terça-feira (30) uma jovem candidata identificada como Daniele Nunes Silva, moradora de Barra do Corda, morreu nas mesmas circunstâncias. Ela passou mal no local do teste, teve um Acidente Vascular Cerebral (AVC) e acabou indo a óbito na UPA do Itaqui Bacanga.

Dirigindo uma Land Rover Médico de Bom Jardim fura bloqueio policial e é preso

A ocorrência foi registrada após o condutor do veículo Land Rover, identificado como Jesus Nilson Torres ou melhor dizendo Dr. Jesus como é conhecido em Bom Jardim.

Não se sabe quais os motivos que levaram o médico a furar o bloqueio policial em Governador Newton Bello.

Vídeo!Jovem morre após passar mal no teste físico do concurso da PMMA

Suspeitos de explodir banco são presos no Maranhão

Por G1 MA

Três suspeitos de explodir a agência bancária do Banco do Brasil de Dom Pedro, a 324 km de São Luís, foram presos no Maranhão. Os assaltantes foram capturados após trocarem tiros com a polícia e um dos veículos que foi usado durante o assalto foi apreendido.
De acordo com a polícia, os outros suspeitos ainda estão sendo procurados. Cerca de dez criminosos fortemente armados com fuzis e em duas caminhonetes aterrorizaram o município durante a madrugada dessa sexta-feira (26) ao explodir a agência bancária. No momento em que chegaram ao município, os assaltantes também trocaram tiros com os policiais e fuzilaram a delegacia e o quartel da Polícia Militar.
Em seguida, os bandidos invadiram a agência bancária e explodiram o cofre que ficou completamente destruído. Além disso, a força da explosão danificou grande parte do prédio onde estava localizada a agência bancária. Para fugir da cidade, eles atearam fogo e atravessaram um caminhão para bloquear a BR-135, e espalharam vários pedaços de ferro com o intuito de dificultar as buscas dos policiais.
Outros casos
Este é o terceiro assalto a agências bacárias no interior do Maranhão. No dia quatro de janeiro cerca de 10 bandidos fortemente armados explodiram a agência do Banco do Brasil do município de Zé Doca. Na ocasião os bandidos chegaram na cidade e foram direto para o quartel da Polícia Militar, onde acuaram os policiais. Houve troca de tiros entre os assaltantes e os policiais, e os criminosos acabaram deixando os policiais encurralados enquanto praticavam o assalto.
Já no último dia 18 de janeiro quatro criminosos explodiram a agência bancária do Bradesco na cidade de Senador Alexandre Costa. No local, os quatro elementos armados com revólveres calibre 12 efetuaram vários disparos, atacaram o destacamento da Polícia Militar em Senador Alexandre Costa e explodiram a agência bancária.

Corregedoria instaura procedimento para apurar por que jovem ficou 8 meses por engano em presidio.

Por meio de Portaria assinada pelo corregedor-geral da Justiça, desembargador Marcelo Carvalho Silva, foi aberto procedimento investigatório pela Corregedoria Geral da Justiça (CGJ-MA) para apurar possível irregularidade na prisão de Thiago Arthur Fonseca Ferreira.

O jovem, que figura como parte em ação criminal que tramita na 8ª Vara Criminal de São Luís, teria permanecido preso por oito meses no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, sem ordem judicial. O erro foi identificado por meio de correição realizada na vara judicial pela juíza Oriana Gomes.

O corregedor determinou ao juiz titular da unidade o encaminhamento, no prazo de cinco dias, de informações sobre a instrução e cópia integral do processo.

Na Portaria, o corregedor considerou o dever da CGJ de promover a apuração de fatos que possam eventualmente consistir em irregularidade praticada por servidores ou magistrados de primeiro grau no exercício das funções; assim como o disposto na Resolução N° 13/2011, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e o artigo 173 do Regimento Interno do TJMA.

Pau Nele! Homem é preso em Amapá do Maranhão acusado de estuprar a própria filha de 2 anos de idade

A polícia Militar de Maracaçumé em parceria com a polícia de Amapá cumpriram um mandado de prisão em desfavor de Claudionor da Silva Brito, o Homem é acusado de estuprar sua filha de apenas dois anos de idade, a informação que chegou ao blog é que o Homem acusado teria abusado da criança com a língua e o dedo, a própria mãe da criança foi a denunciante .
estamos apurando mais detalhes e a qualquer momento mais informações.