Deputado Josimar Maranhãozinho e Detinha prestigiam carnaval no interior do estado

A “Dobradinha”, deputado estadual Josimar Maranhãozinho e a presidente do PR Mulher Detinha tiveram dias de muita folia e empolgação pelo interior maranhense, prestigiando e apoiando a folia momesca em vários municípios.  Na sexta feira (09), o parlamentar esteve no município de Centro Novo do Maranhão a onde prestigiou o Bloco Só no Passinho, do amigo e líder politico da região Ney Passinho. Uma multidão aclamou Maranhãozinho que fez questão de curtir o bloco junto aos foliões que tomaram as ruas da cidade.

No sábado (10), já ao lado da sua esposa Detinha o parlamentar esteve em Centro do Guilherme na abertura oficial do carnaval. O município promove uma grande festa carnavalesca que tem blocos organizados, estrutura de som, luz e palco, segurança e grandes atrações. Detinha, que iniciou a tradição de se fazer um grande carnaval no município elogiou o trabalho do prefeito Zé de Dário. “O prefeito vem mantendo essa tradição de se fazer um grande carnaval em Centro do Guilherme, aqui a festa é de todos e muitas pessoas de municípios vizinhos prestigiam o evento, gerando renda e dando visibilidade à cidade, parabéns aos organizadores que capricharam também na decoração.” A “Dobradinha” também esteve no município de Maranhãozinho, onde acontece um dos carnavais de maior tradição na BR 316. Terra do deputado Josimar a cidade recebeu com muita euforia e alegria o casal. Ao lado do prefeito Auricélio o parlamentar destacou a satisfação em voltar à cidade onde teve inicio a sua carreira política. “É sempre bom voltar à Maranhãozinho, aqui o carnaval sempre foi de muita qualidade onde as famílias se divertem em clima de paz e harmonia. Mais uma vez o prefeito Auricélio promove um grande evento sempre superando as edições anteriores.”
No domingo (11), foi a vez de Maracaçumé onde o líder político Tio Gal promoveu uma grande festa no balneário que leva o seu nome. Uma multidão de foliões marcaram presença e o deputado Josimar e Detinha entraram no clima, prestigiando esse evento que já é uma tradição da cidade.
Ontem (12), a maratona começou por Pindaré Mirim, onde a vice-prefeita Anne Cleide leva as ruas o bloco Carcará. Em Clima de muita agitação o bloco puxado por trio elétrico ganhou as ruas da cidade reunindo uma multidão de brincantes.  O deputado Josimar e Detinha também acompanharam o percurso e foram saudados pelos foliões.
A maratona terminou em Zé Doca, cidade administrada pele prefeita Josinha Cunha e que pelo 2º ano promove um grande carnaval. A “Dobradinha” chegou no período da noite e sem deixar a “peteca cair” se divertiu no carnaval das crianças que mais uma vez foi um grande sucesso. Após a folia infantil Josimar e Detinha ainda tiveram disposição para prestigiar mais uma noite de agitação na cidade, a maratona continua hoje no encerramento do carnaval no interior maranhense.

Com salários em dias, prefeito de Carutapera adianta 30% do salário referente ao mês de fevereiro a todos os funcionários…

Com salários em dias, a prefeitura de Carutapera mantendo a política de valorização dos servidores antecipa no mês de fevereiro 30% dos salários do funcionalismo público.
Sabendo que o período carnavalesco é a maior festa popular do Brasil, a prefeitura de Carutapera com essa iniciativa “aquece” a economia local, que desde o começo do ano passado “respira” aliviado pois o comprometimento da gestão em pagar em dias os salários e sempre adiantar direitos como décimo terceiro e outros, passa uma confiabilidade nos comerciantes e empresários locais , que “depositam” respeito a administração do prefeito André Dourado, que mesmo diante da grave crise financeira e política que afeta drasticamente o país, vem mantendo seus compromissos e não deixando fugir as suas responsabilidades como gestor.

Famem e Assembleia desmoralizam ‘patacoada’ do MP e TCE

Após uma série de encontros e muitas reivindicações, o presidente da Assembleia Legislativa,  Othelino Neto (PC do B), apresentou, na manhã desta quinta-feira (8), ao presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão  (FAMEM), Cleomar Tema e dezenas de prefeitos, cópia da Proposta de Emenda Constitucional (PEC), que modifica o artigo 51 da Constituição Estadual e revoga a Instrução Normativa do TCE, que  inviabilizaria a realização do Carnaval na maioria das cidades maranhenses.

Pela Instrução do TCE, são consideradas ilegítimas para os fins do artigo 70 da Constituição Federal, qualquer despesa custeada com recursos públicos municipais – inclusive aqueles decorrentes de contrapartida em convênio – com eventos festivos quando o município estiver em atraso com o pagamento da folha salarial (incluindo terceirizados, temporários e comissionados); ou em estado de emergência ou de calamidade pública decretado.

Na esteira da decisão do TCE, a Secretaria de Cultura do Estado baixou a Portaria, nº 067/2018, determinando que o governo do Maranhão somente efetuará transferências voluntárias de recursos para municípios, cujos gestores, comprovem, através de declaração que deve ser entregue na SECTUR, que estão com os salários dos servidores públicos rigorosamente em dia.

“Foi uma vitória conquistada com muita luta, com muito esforço, mas agora estamos tranqüilos e poderemos realizar o Carnaval em nossos municípios. Essa é uma festa tradicional, é uma das maiores expressões da cultura popular do Brasil, que incrementa o turismo, gera receitas. Só queremos aqui agradecer ao deputado Othelino Neto e a todos os parlamentares que se empenharam  para que chegássemos a esse denominador comum. É uma vitória de todos, dos prefeitos e do Legislativo”, destacou o presidente da FAMEM.

Conforme o presidente da FAMEM, a decisão do TCE foi tomada num momento em que praticamente todos os prefeitos já estavam com suas festividades organizadas, de contratos com bandas e outras despesas. Ele entende que, se prevalecesse tal determinação, muitos prefeitos correriam risco de serem penalizados posteriormente.

A PEC  é de autoria do deputado Júnior Verde (PRB) e acresce ao parágrafo 5º,  do artigo 51, a seguinte redação: “No exercício do poder regulamentar, o Tribunal de Contas não poderá expedir atos normativos que criem restrições ao poder discricionário dos administradores públicos, bem como estabeleçam sanções não previstas em lei”.

Já no parágrafo 6º do mesmo artigo, a PEC estabelece: “ Para expedições de atos normativos de quaisquer espécies, o Tribunal de Contas deverá ouvir, previamente, em audiência pública, os gestores públicos dos ente federados, convocados por todos os meios e instrumentos legítimos de que dispuser, sendo obrigatória a divulgação no sítio oficial da\ rede mundial de computadores (internet) e no diário oficial eletrônico da minuta do ato, com antecedência mínima de 15 dias”.

Já o artigo  2º  da PEC significa um autêntico arremate: “O disposto na presente Emenda à Constituição se aplica a todos os atos normativos já expedidos pelo Tribunal de Contas do Estado, cuja incidência para atos e fatos administrativos referentes ao presente exercício financeiro ficam sujeitos à restrição contida no artigo 51 parágrafo 7º da Constituição Estadual”.

Subscrita por 28 parlamentares, a PEC já está em tramitação e deverá ser aprovada logo após o Carnaval, de acordo com o presidente da AL, Othelino Neto.

“Não estamos entrando em choque com o Tribunal de Contas, órgão com quem a Assembleia tem  plena harmonia, embora  nem sempre tenha que pensar igual”, como é normal numa democracia”, afirmou o presidente do Legislativo Estadual.

De acordo com Othelino Neto, a decisão dos parlamentares vai de encontro aos anseios dos prefeitos e não significa subestimar, a Corte de Contas do Estado. “O Carnaval é uma manifestação de alegria, uma festa presente e muito fortalecida em todas as cidades. Com certeza, pequenos vendedores e outros profissionais, assim como os próprios prefeitos já fizeram investimentos e não seria justo banir tal festividade. As normas moralizadoras do TCE não serão atingidas, uma vez que essa PEC representa apenas alguns  ajustes, por conta do cronograma das prefeituras”, ressaltou Othelino Neto.

domingos cost

Acorda Ministério Público! Motoniveladora doada pelo governo está sendo “desmanchada” em Santa Luzia do Paruá

Não se sabe onde vai parar os excessivos desmandos na gestão Plácido Holanda em Santa Luzia do Paruá, a “coisa” por lá anda pior do que podemos imaginar,além de atrasar salários de servidores, deixar o município um caos, o sem limite Plácido Holanda se ver “cego” ou conivente com “desmanches” que vem acontecendo em equipamentos doados pelo governo federal e estadual ao município, no começo do ano o governo do Maranhão concedeu ao município, uma “motoniveladora” essa que avaliada em mais de meio milhão de reais, está “jogada” em um pátio do município, sem os pneus que segundo denúncia dos  próprios moradores foram retirados e colocados em um maquinário do próprio prefeito, e absurdo e mais absurdo que precisa ser apurado pelo Ministério Público, que por sinal está acomodado no município, são inúmeras as denúncias de salários atrasados, negligência em atendimentos de saúde além de outras coisas imorais, não se ver uma ação que mostre que o Ministério Público local está preocupado com a situação do município, é preciso que o órgão corregedor enviei um alerta para Santa Luzia, faça “acordar quem está dormindo” e se recusando em ver a bandalheira que está a administração de Santa Luzia do Paruá.

IMORALIDADE E MAIS IMORALIDADE

Além de várias suspeitas de fraudes em licitações, até direcionamento de licitação pode existir no município.

O Ministério Público cadê ?

Veja abaixo uma denúncia que fala diretamente sobre o caso dos desmanches dos veículos doados ao município;

BOMBA BOMBA! Josimar de Maranhãozinho ameaça romper com governo Flávio Dino

Secretários de Flavio Dino usando a Máquina  Pública para promoção pessoal é assunto na Assembleia..

Nesta quinta-feira (08), poderia se imaginar que o assunto seria esquecido, mas não foi e pelo menos mais quatro deputados, todos governistas, voltaram a afirmar que secretários do Governo Flávio Dino, que querem ser deputados, estariam cometendo crime eleitoral.

O assunto desta vez foi iniciado pelo deputado Josimar de Maranhãozinho (PR). O parlamentar mais votado em 2014, utilizou a Tribuna para ratificar as palavras do colega Raimundo Cutrim e ainda chegou a citar o nome de Márcio Honaiser, secretário de Agricultura do Maranhão.

“Secretário está indo aos nossos municípios, à minha região especificamente e chega lá como secretário presenteando a oposição com dinheiro do governo, com equipamentos que custam mais de R$ 500 mil. No final de semana passada, a oposição com o Secretário Márcio Honaiser, que usa claramente a Secretaria para promover sua própria campanha, foi lá e presenteou com dois tratores, caminhões para a oposição do prefeito. Enquanto que o prefeito, que é meu aliado, prefeito reeleito, o prefeito de Araguanã, prefeito esse que discursou no evento do partido, do PR, representando todos os prefeitos e ali elogiou o governo, que é aliado do governo, em setembro pediu uma colaboração para o Festival do Peixe, não teve. Pediu uma colaboração, em novembro, para o aniversário da cidade, também não teve. Pediu uma colaboração agora para o carnaval e foram liberados cinquenta mil reais para fazer um carnaval com quatro noites de festa na cidade”, desabafou Maranhãozinho.

O deputado ainda deixou claro que se esse desmando continuar, ele deixará a base do Governo Flávio Dino.

“Então, isso eu já comuniquei às pessoas do nosso Governo, eu que faço parte desse governo, mas de forma alguma vou estar no governo que as pessoas que estão à frente, que representam o governo, lá na minha região, não respeitam o meu partido e muito menos os meus aliados”, finalizou.

Com informações  blogdojorgearagao

Cândido Mendes: Ministério Público pede prisão preventiva do ex-prefeito Zé Haroldo

A Promotoria de Justiça de Cândido Mendes ingressou nesta quarta-feira, 7, com um pedido de prisão preventiva contra José Haroldo Fonseca Carvalhal, ex-prefeito do município. No pedido, o promotor de justiça Saulo Jerônimo Leite Barbosa de Almeida afirma que as condutas do ex-gestor configuram crime de peculato, além de haver fortes indícios de associação criminosa.

“Importantíssimo destacar que o representado vem, a todo custo, buscando meios para se esquivar da aplicação da lei penal, chegando ao ponto de alternar o modo e o lugar em que vive, trocar periodicamente o número de telefone celular, bem como utilizar linhas cadastradas por terceiros, tudo isso buscando embaraçar qualquer espécie de persecução criminal que porventura tivesse como alvo a sua pessoa”, afirma Saulo de Almeida.

O ex-gestor foi preso nesta terça-feira, 6, pela Superintendência Especial de Investigações Criminais (Seic), com base em uma investigação desenvolvida pela Promotoria de Justiça da Comarca de Cândido Mendes. O pedido de prisão temporária do ex-gestor havia sido feito em 17 de outubro do ano passado, pelo promotor de justiça Marcio Antonio Alves de Oliveira.

INVESTIGAÇÃO

O procedimento investigativo instaurado pelo Ministério Público, em agosto de 2017, teve como objetivo apurar supostas irregularidades na execução do convênio n° 732195, firmado entre o Município de Cândido Mendes e a Fundação Nacional de Saúde para a construção de um aterro sanitário no município. Embora a verba tenha sido repassada pelo Governo Federal, a obra nunca foi feita.

As investigações apontaram a existência de um esquema de desvio dos recursos públicos, coordenado pelo então prefeito “Zé Haroldo”, que teria sido o principal beneficiado, se apropriando do dinheiro por meio de pessoas de sua confiança.

Vários depósitos foram feitos na conta da empresa A E M Construções Ltda. – ME, totalizando R$ 250 mil. Desses, 95% (R$ 237,5 mil) voltaram para o gestor municipal, por meio de depósitos na conta de seu cunhado, Clayton Costa Pereira. Os 5% restantes ficaram com a empresa, que não executou a obra.

Além de José Haroldo Carvalhal, já preso, e de Clayton Pereira, que está foragido, o Ministério Público também pediu a prisão temporária de Cássia de Francislin Costa Gandra Carvalhal, esposa de Zé Haroldo.

Por ter filhos menores de 12 anos, a 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Maranhão transformou a prisão temporária da ex-primeira dama em medidas cautelares, como o recolhimento domiciliar noturno e o comparecimento em juízo, a cada 30 dias, para justificar suas atividades.

O irmão do ex-gestor, Adérito Carvalhal Filho, também foi preso temporariamente, em outubro do ano passado, tendo confessado a participação no esquema criminoso e apontado José Haroldo Carvalhal como comandante do esquema.

Fogo Amigo! Secretário de agricultura do estado tenta se promover e critica aliados do governador Flávio Dino na região do Alto Turi

Em visita ao município de Araguanã, administrado pelo prefeito Valmir Amorim (PR), que é aliado do presidente estadual do partido o deputado Josimar Maranhãozinho, o Secretário de Estado da Agricultura, Pecuária e Pesca (SAGRIMA) Márcio Honaiser, resolveu usar a sua pasta para autopromoção e quem sabe assim, alavancar a sua pré-candidatura a uma cadeira no legislativo do estado. Sem conhecimento de causa aliados do secretario  fizeram severas críticas a administração Republicana daquele município, esquecendo que, o PR e o atual gestor Valmir Amorim é aliado do governador Flávio Dino e através do governo a administração conseguiu muitos avanços para Araguanã em todas as áreas, recentemente o município foi contemplado com o programa “Mais Asfalto”, graças a essa parceria.

Em pronunciamento de tom politico eleitoral o secretário de estado tentou de todas as formas a autopromoção,
Pré-candidato a deputado estadual, Márcio Honaiser começa muito mal a sua caminhada, o fato do mesmo não conhecer a realidade dos municípios, em especial o Alto Turi faz com ele coloque o governador Flávio Dino em uma verdadeira “sinuca de Bico” atirando contra os aliados do governo.

Empresa doadora de campanha faturou mais de R$ 4 milhões em Santa Luzia do Paruá na Gestão Eunice Damasceno

A doação de campanha eleitoral é uma nova modalidade de faturar milhões com prefeituras. E essa realidade se destacou como um milagre da multiplicação em Santa Luzia do Paruá, quando administrada por  Eunice Boueres Damasceno.

Em forma de agraciar a empresa que doou apenas R$ 10 mil reais, a prefeita contratou a Distribuidora de Medicamentos Maximus Ltda., por mais de R$ 4 milhões chamando atenção dos órgãos federais pela exorbitância das cifras.

Luiz Tarquino Pereira Cruz, proprietário da empresa agraciada, ganhou quatro contratos, sendo um de quase R$ 2 milhões, outros de R$ 483, R$ 892 e R$ 731 mil reais.

Pelo visto foi ótimo fazer negócios com a então prefeita Eunice, onde uma simples doação de R$ 10 mil se reverteu em milhões em contratos.

Um prato cheio para Polícia Federal, que quase 2 anos depois nunca se pronunciou….

 

 

A TABOCA RACHOU! Suplente de senador do Maranhão diz que parlamentares são ‘ladrões’ e ‘deveriam estar presos,” Após roubarem sua carteira”

Muito exaltado e nervoso, o senador Pastor Bel (PRTB-MA), suplente do senador Edison Lobão (PMDB-MA), afirmou nesta terça-feira que alguns dos seus colegam “deveriam estar presos”. Em discurso na tribuna do Senado, Pastor Bel ainda reclamou da dureza da vida de político, que é achincalhado pela população, bate na porta dos ministérios e não consegue “uma bicicleta” para levar para seu estado. Os poucos senadores no plenário ficaram assustados com o discurso. O senador estava acompanhado de Levy Fidelix, o candidato a presidente do seu partido

Pastor Bel, da Igreja Assembleia de Deus, ameaçou entregar o mandato imediatamente para que Lobão tome conta, mas depois disse que ficará até abril. Ele ressaltou, no entanto, que não sabe se vale a pena ficar na Casa como “mais um mau caráter que só recebe o salário e não faz nada pelo estado”.

— A gente vê caminhando nos corredores do Senado quem não tem um pingo de vergonha na cara, que já deveria estar preso! Esse pode ser meu último discurso aqui, mas deixo a minha revolta. A minha revolta! Vale a pena ser senador? Os ladrões estão aí, mas em 2018 o povo vai estar de olho em nós — bradou o Pastor Bel, alterando ainda mais o tom da voz.

Ele começou o discurso contando que, ao chegar hoje em Brasília, quando entrou no salão de desembarque, bateu a mão no bolso e cadê a carteira? Acionada a polícia, a bolsa foi encontrada no banheiro, mas sem o dinheiro.

— Que país é esse? A violência está muito grande, eu trago aqui a minha revolta com o que está acontecendo com o meu país! Hoje não se respeita político. Por onde a gente passa, qualquer um se levanta e fala o que quer contra a gente. Por mim já tinha entregado esse negócio aqui.

Decepcionado, Pastor Bel disse que assumiu o mandato de senador achando que “isso aqui era outra coisa”. Mas ressaltou que prefere deixar o mandato à disposição de Lobão e ir cuidar da vida, pois ganha muito mais “cuidando da obra de Deus e pregando a palavra do senhor”.

— Estou batendo na porta dos ministérios e não consegui até agora nem uma bicicleta para levar para meu estado. Deixo o mandato e o senador Lobão se quiser que tome conta. Estou preocupado é com minha dignidade. Deixo a minha revolta porque a gente não consegue nada — discursou Pastor Bel.

Apesar de dizer que pelos corredores transitam os ladrões que deveriam estar na cadeia, defendeu Lobão, que responde a diversos inquéritos no Supremo Tribunal Federal (STF), derivados da Lava-Jato. Ele disse que Lobão é como um pai para ele.

Os senadores presentes no plenário tentaram acalmar Pastor Bel.

— O senhor tem que dizer quem são os ladrões — questionou o senador José Medeiros (Podemos-MT).

— Vossa Excelência sabe muito bem quem são — respondeu Pastor Bel.

— Eu não, se o senhor sabe, deve representar contra eles no Conselho de Ética da Casa — retrucou Medeiros.

Na sua tentativa a senadora Rose de Freitas (PMDB-ES) , em aparte, disse que todos os senadores vinham ao Senado trabalhar por seus estados e ele deveria aproveitar a chance para também trabalhar pelo Maranhão.

— Abrande seu coração e mostre que veio lutar pelo seu estado — tentou Rose de Freitas.

Sem sucesso. Pastor Bel continuou dizendo que nunca iria trocar sua dignidade por emenda parlamentar.

— Quero agradecer minha família e minha esposa que está debaixo de oração desde cedo orando por mim — encerrou, diante dos senadores que não sabiam se riam ou levavam a sério a fala do senador maranhense.

Licença

Para assumir o cargo por quatro meses, o pastor receberá dois salários extras, no valor de quase R$ 70 mil, como ajuda de custo no início e final do mandato, além do subsídio pago mensalmente e dos benefícios.

No final do ano passado, Lobão pediu licença perto do recesso parlamentar após apresentar atestado médico. Ele pediu afastamento em período de baixa produtividade na Casa, entre dezembro e março, mas estendeu o afastamento por mais um mês para poder convocar o suplente alegando motivos pessoais. São necessários pelo menos 120 dias de licença para que o suplente seja chamado.

jornalpequeno.blog.br

Dr. Leonardo Sá declara apoio e voto em Weverton para Senador

Pré-candidato a deputado estadual, Dr. Leonardo Sá, anunciou apoio a Weverton Rocha na disputa ao Senado. Na companhia do suplente de vereador de São Luís, Eduardo Bruno (PPS), o médico de Pinheiro declarou que caminhará junto com o presidente do PDT do Maranhão na disputa majoritária deste ano.

De acordo com o próprio Leonardo Sá, o lançamento da pré-candidatura de ambos está marcado para março, e juntos vão percorrer diversas cidades maranhenses.

Atualmente Weverton é deputado federal em seu segundo mandato desde 2015, pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT). O parlamentar está filiado desde os seus 16 anos no partido, e traz no seu currículo um grande trabalho em defesa das causas sociais prestado aos brasileiros.

Weverton Rocha contra o golpe que colocou Michel Temer na presidência da República, votou contra as reformas trabalhistas e contra a reforma da previdência social, defensor da democracia e muitos outros requisitos que colocam seu nome como um dos melhores na disputa para tal cargo.

Em sua página pessoal no facebook, Leonardo Sá publicou em primeira mão sua decisão em apoiar Weverton e disse que terá total dedicação a coordenação da pré-campanha de Weverton na Baixada Maranhense: “Olá meus amigos! Venho aqui contar pra vocês em primeira mão sobre a minha decisão, decidi caminhar ao lado do Deputado Weverton rumo a vitória nas próximas eleições, ele é pré-candidato a Senador e está gabaritado para ser Senador pelo Maranhão, grande defensor das causas sociais, é um amigo, e eu farei o sua pré-candidatura ao Senado da mesma forma que farei a minha pré-candidatura à Deputado Estadual, com o mesmo empenho, a mesma garra, e o mesmo objetivo que é a vitória, no que depender de mim, da minha colaboração afirmo, Weverton será o próximo Senador pelo Maranhão”, declarou Leonardo