PF deflagra operação para combater golpes por celular depois de clonagem de telefones de políticos

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta terça-feira (17) operação para desarticular grupo que clonava números de telefone para aplicar golpes por meio do aplicativo WhatsApp, de troca instantânea de mensagens.

A ação é desdobramento de um pedido de ministros do governo Michel Temer que tiveram telefones celulares clonados. Em março deste ano, os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Carlos Marun (Secretaria de Governo) e o ex-ministro Osmar Terra (Desenvolvimento Social), todos do MDB, pediram investigação policial depois de terem os telefones celulares clonados.

Segundo os relatos dos ministros, mensagens foram enviadas aos contatos deles por meio do aplicativo WhatsApp com pedidos de depósitos bancários.

Na operação desta terça, batizada de Swindle, que significa “fraude” em inglês, policiais cumpriram cinco mandados de busca e apreensão e dois mandados de prisão preventiva no Maranhão e no Mato Grosso do Sul. Os mandados foram expedidos pela Justiça Federal em Brasília.

De acordo com investigadores, com os números clonados, os agentes criminosos usavam contas de WhatsApp de autoridades públicas e solicitavam transferências bancárias das pessoas da lista de contatos do telefone alvo de fraude.

A polícia investiga os crimes de invasão de dispositivo informático, estelionato e associação criminosa.

No Maranhão deputados como Josimar de Maranhãozinho, Vinicius Louro. Prefeitos e demais autoridades também tiveram celulares clonados e foram vitimas de Golpes.

Desembargador Joaquim Figueiredo recebe o presidente da OAB

A viabilidade de implantação do sistema de alvará eletrônico, como forma de praticidade e agilidade ao Poder Judiciário, a profissionais de advocacia e jurisdicionados, foi um dos assuntos discutidos nesta segunda-feira (16), em reunião entre o presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão, desembargador Joaquim Figueiredo, e o presidente da seccional maranhense da Ordem dos Advogados do Brasil, Thiago Diaz, que veio acompanhado da presidente da Comissão de Direito de Família, Vivian Bauer.

Na ocasião, foi discutida também a questão dos processos que tratam de empréstimos consignados afetos ao Incidente de Resolução de Demandas Repetitivas (IRDR), uma prioridade para a advocacia do Maranhão.

Ao final da reunião, o presidente da seccional da OAB, Thiago Diaz, agradeceu ao presidente do TJMA, desembargador Joaquim Figueiredo, pelo diálogo constante com a advocacia maranhense, buscando sempre fortalecer as relações institucionais nos assuntos de interesse da Justiça.

ROUBALHEIRA NO FUNDEB! Justiça Federal condena ex-prefeito de Tutóia

O Ministério Público Federal (MPF) no Maranhão conseguiu, na Justiça Federal, a condenação do ex-prefeito e da ex-secretária de educação do Município de Tutoia (MA), Raimundo Nonato Abraão Baquil e Daisy Filgueiras Lima Baquil, por conta de irregularidades na administração e prestação de contas de recursos públicos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), recebidos em 2009.

Segundo o MPF, os gestores utilizaram os recursos do Fundeb sem o devido procedimento licitatório e documentação que comprovasse a realização dos gastos públicos, o que constitui ato de improbidade administrativa.

Diante disso, a Justiça Federal determinou que o ex-prefeito de Tutoia (MA) Raimundo Nonato Abraão Baquil e a ex-secretária municipal de educação do município, Daisy Filgueiras Lima Baquil tenham os direitos políticos suspensos pelo prazo de três anos e sejam proibidos de contratar com o Poder Público ou receber benefícios fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, pelo mesmo prazo. Além disso, devem pagar multa civil no valor correspondente ao dobro da maior remuneração recebida durante o mandato

Empresa de São Luís possui contratos milionários na prefeitura de Cândido Mendes

A prefeitura de cândido Mendes administrada pelo prefeito Mazinho Leite virou uma fonte de renda inesgotável para a empresa  M L S Papeis Eireli – Epp  localizada em São Luís é de propriedade da empresaria Marcela Lopes de Souza. Em Janeiro deste ano o município contratou a empresa por R$1.361.190,00 (hum milhão, trezentos e sessenta e um mil, cento e noventa reais) para atender o programa nacional de alimentação escolar . O contrato entre o município e a referida empresa tem prazo da vigência de 03.01.2018 a 31.12.2018. A mesma empresa foi agraciada com mais três contratos nos valores de R$:  204.848,00,  210.802,00 e  154.384,00. Desta vez para fornecer material didático, a soma dos contratos ultrapassa a casa dos 570,000, 00 (quinhentos e setenta mil reais).

M L S Papeis Eireli – Epp 

A empresa que tem sede no bairro do Olho d’água em São Luis pertence a Marcela Lopes de Souza mais na resenha de contrato quem assina é um administrador da empresa que de acordo com busca realizada pelo blog ao site da receita federal o nome não aparece no quadro de sócios da mesma. JALES RIBEIRO DE QUEIROZ assina como administrador da M L S que também  opera com “mínis contratos” em alguns órgãos do estado do Maranhão.

Corrupção em Cândido Mendes 

Após  o blog do Werbeth Saraiva denunciar um esquema imoral de desvios de recursos públicos no município de Cândido Mendes REVEJA AQUI. O Ministério público tratou de pedir a indisponibilidade dos bens do prefeito Mazinho Leite além do bloqueio no valor do subtraído dos cofres públicos. Além de Mazinho a empresa responsável também deve ser penalizada pela justiça. Se haver indícios de corrupção nos contratos com a  M L S  o resultado deverá ser o mesmo. 

 Fica o alerta aos órgãos fiscalizadores!

Agora veja os extratos:

Outro Lado

O blog tentou entrar em contato com a empresa, mais o telefone fornecido não é da empresa e sim de um escritório de contabilidade, já com Mazinho leite o blog não conseguiu contato com sua assessoria.

 

Fica O 

 

VIOLÊNCIA! Pai de família é morto a tiros em Santa Helena

Na noite deste sábado (14) um homem foi morto a tiros na cidade de Santa Helena. Elione Araújo Pinheiro de 30 anos, Pedreiro, residente na Rua Beira Rio, S/N, Ponta D’Areia, foi alvejado com dois disparos de arma de fogo.

O crime aconteceu na Rua Beira Rio, Bar do Ruy, Ponta D’areia em Santa Helena -MA. De acordo com informações de Policia Militar, o suspeito de ter efetuado os disparos é um homem que atende pela alcunha de  “Capal”.

A Policia Militar fo informada via telefone que havia dado entrada no Hospital Municipal Santa Helena vítima de disparo de arma de fogo já em estado de óbito.

A Guarnição se deslocou para o Hospital, e constatou que tratava-se da vítima  Elione Araújo.  Foram realizadas diligências a procura do suspeito “Capal” porém, sem êxito.

Blog do Vandoval Rodrigues

Lançamento da pré candidatura de Thaiza Hortegal reúne milhares de pessoas em Chapadinha

“Pra fazer diferente”, é assim que Dra. Thaiza se lança em sua terra natal, Chapadinha, como pré-candidata a deputada estadual.
Com um público gigantesco e bastante empolgação, os chapadinhenses e o Baixo Parnaíba receberam de braços abertos a pré-candidatura de sua conterrânea e demonstraram que estão na luta por um Maranhão melhor.

“Thaiza você é uma pessoa abençoada por Deus. Hoje eu tenho a honra de trazer a minha filha como pré-candidata a deputada estadual. Tenho plena certeza que o povo de Chapadinha não irá nos decepcionar, o povo chapadinhense já te abraçou Thaiza. Avante Chapadinha!” Enfatizou a ex-vereadora de Chapadinha e mãe de Thaiza, Alicinha Aguiar.

O Brasil passa por um momento de grande descrédito na política; novos nomes surgem de forma otimista para a renovação de ideias e comportamentos dentro deste cenário, especialmente nomes femininos.

“Nós temos uma guerreira e vocês terão uma defensora do povo de Chapadinha e do povo maranhense. Ela (Thaiza) será a melhor deputada estadual do Maranhão e representará as mulheres, o povo da Baixada Maranhense e do Baixo Parnaíba”, disse o vice-prefeito de Pinheiro Stélio Cordeiro.

Filha do médico cirurgião e vice-prefeito de Chapadinha, Talvane Hortegal, Thaiza se mostra um nome forte e um dos favoritos a mais votado no pleito de 2018.

“Hoje eu trago a minha filha Thaiza para ser apresentada ao povo de Chapadinha como pré-candidata a deputada estadual. Tenho responsabilidade nessa indicação e muito mais com este povo que sempre me acompanhou e que a partir de hoje acompanhará minha filha Thaiza”. enfatizou Dr. Talvane Hortegal.

O prefeito de Pinheiro, João Luciano, enfatizou a importância de ter a Thaiza como pré-candidata e disse que o Maranhão ganhará com essa guerreira na Assembleia Legislativa .

“Hoje me sinto feliz por lançar a mulher da minha vida como pré-candidata a deputada estadual e tenho a plena certeza que Thaiza será umas das deputadas mais votadas em todo o Estado. Eu sei que ela vai corresponder ao Baixo Parnaíba, ela vai corresponder com a Baixada Maranhense e tenho mais certeza ainda que ele vai corresponder com todo o Maranhão”, disse o prefeito de Pinheiro, João Luciano.

A cidade de Chapadinha conta com a dobradinha Márcio Jerry como pré-candidato a deputado federal e que também estava no evento e Dra.Thaiza a estadual. O pré-candidato a senador Weverton Rocha também esteve presente declarando o seu apoio a Dra. Thaiza.

Em um discurso firme e forte, Dra. Thaiza enfatizou que não entrou na política pra ser apenas mais uma voz e que se lançou pré-candidata pra fazer história no Maranhão:

“Sinto muito orgulho de voltar a minha terra, de voltar às minhas raízes. Hoje inicio uma nova história na minha querida cidade, sinto muito orgulho de ser daqui. Venho de uma família política mas principalmente venho de uma família respeitada e que tem uma história aqui e no Baixo Parnaíba. Ingresso na vida pública para buscar novos rumos para minha terra e tenho esperança que irei alcançar com a ajuda de Deus e do povo do Maranhão.
Eu digo que ao chegar na Assembleia Legislativa, não serei só mais uma voz, não entrei na política pra ser apenas mais uma, entrei na política pra fazer diferente e eu Thaiza Aguiar Hortegal irei fazer história nesse meu querido Maranhão”, disse Dra Thaiza.

Prefeitura de Nova Olinda realiza encerramento do projeto “copa lendo e escrevendo.”

A Prefeitura de Nova Olinda do Maranhão, através da Secretaria Municipal de Educação, realizou na tarde desta sexta-feira, 13, o encerramento do projeto “Copa Lendo e Escrevendo”. O evento aconteceu na praça de eventos Narciza Brito Lima e contou com a participação de mais de 400 alunos e docentes da rede municipal de ensino.
“O projeto visa desenvolver as competências de leitura e de escrita dos alunos, colaborando para a formação de leitores e escritores proficientes. Queremos agradecer a prefeita Iracy pelo apoio incondicional aos projetos da secretaria de educação e pela forma como vem se esforçando para nos dar condições para o desenvolvimento do trabalho.”, ressaltou Jaqueline de Paula, coordenadora das escolas do campo.
Como fechamento semestral, equipe gestora, professores e alunos da rede municipal de ensino organizaram uma apresentação com poemas, verbetes, cantigas, brincadeiras, e expuseram suas produções para pais, comunidade e equipe da Prefeitura de Nova Olinda do Maranhão que sempre prestigiam os eventos realizados pela pasta da educação.
Para o secretário municipal de finanças, Ary Menezes, incentivar os projetos realizados pela secretaria de educação é oportunizar a estudantes e docentes a prática do que é visto em sala de aula. “Quando oportunizamos a realização desses projetos, estamos dando as crianças e adolescentes e aos professores a vivência prática daquilo que aprendem dentro da sala de aula. E como estamos na pasta financeira do município sempre procuramos dar total apoio aos projetos das secretarias municipais por vermos a importância que eles têm”, ressaltou.

Secretaria Municipal da Mulher de Carutapera fomenta Ações para o município.

Márcia Brígida, Secretária Municipal da Mulher, em reunião com a Chefe do Departamento de Articulação Institucional da Secretaria de Estado da Mulher trata de importantes Projetos para a Secretaria Municipal da Mulher de Carutapera.Na oportunidade, foram definidos Protocolos com várias ações para o município de Carutapera, no sentido de Fortalecer a Política de Proteção para a Mulher.

URGENTE! Pedido de prisão preventiva de Mazinho Leite pode ser expedido a qualquer momento

Após pedido de bloqueio e indisponibilidade de bens do prefeito de Cândido Mendes, acusado de desviar quase meio milhão de reais de uma obra.

O blog acaba de ser informado que um pedido de prisão preventiva pode ser preparado pelo MP a qualquer momento.
PEDIDOS – Além da indisponibilidade dos bens e da quebra dos sigilos bancário e fiscal, o MPMA também requer a condenação dos envolvidos às penalidades estabelecidas no artigo 12 da Lei de Improbidade Administrativa (Lei 8.429/92).
A lista de punições inclui o ressarcimento integral de R$ 424.253,57; a perda de perda da função pública, suspensão dos direitos políticos de oito a dez anos e pagamento de multa de até três vezes o valor do dano.
Outra pena é a proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por meio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de 10 anos.
O MPMA também solicita a condenação do prefeito, do empresário e da empresa ao pagamento de danos morais no valor mínimo de R$ 300 mil, que devem ser pagos conjuntamente pelos réus. O montante deve ser transferido ao Fundo Estadual de Defesa dos Direitos Difusos.
Mais detalhes a qualquer momento

Ex-presidente da Câmara de Morros tem direitos políticos suspensos

A 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) condenou o ex-presidente da Câmara Municipal de Morros, Izaías Lopes Bezerra, a ressarcir danos causados, no valor de R$ 3.606,90, devidamente corrigidos; determinou a perda da função pública, se estiver exercendo; suspendeu seus direitos políticos por três anos; fixou multa civil, no valor de dez vezes o que recebia; e o proibiu de contratar com o Poder Público por três anos. Os desembargadores entenderam que vários atos praticados pelo então chefe do Legislativo caracterizaram malversação de recursos públicos.

A decisão do órgão colegiado do TJMA reformou sentença de primeira instância que havia julgado extinta, sem resolução de mérito, a ação de improbidade administrativa ajuizada contra o ex-presidente da Câmara pelo Ministério Público do Maranhão (MPMA). A 5ª Câmara Cível concluiu que, além da malversação dos recursos, os atos atentam contra os princípios constitucionais da administração pública, em especial os da legalidade e eficiência.

Inicialmente, o relator da apelação do MPMA, desembargador José de Ribamar Castro, disse não haver motivos para a extinção da ação, tendo em vista a existência de indícios da prática de atos de improbidade administrativa e mesmo porque há decisão fundamentada recebendo a inicial e declarando a indisponibilidade dos bens do apelado.

Ao analisar a matéria sob o mando do princípio da causa madura, o relator observou que foi elaborado Relatório de Informação Técnica, bem como proferido acórdão pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-MA), relativo às contas da Câmara Municipal de Morros no exercício de 2005, sob a responsabilidade de Izaías Lopes Bezerra, dando conta de inúmeras irregularidades.

De acordo com o documento, houve fixação da dotação orçamentária da Câmara Municipal na Lei Orçamentária Anual superior ao teto constitucional; despesa em desconformidade com o orçamento anual e o limite das dotações orçamentárias; divergência entre o valor contabilizado e o apurado no balanço orçamentário da despesa; fragmentação de despesas na contratação de serviços gráficos, no valor de R$ 8.534,50; irregularidade na contratação de serviços contábeis, no valor de R$ 14.496,00, e não retenção e/ou recolhimento de contribuições previdenciárias relativas ao subsídio dos vereadores no exercício.

Castro concluiu que os artigos 10 e 11 da Lei 8.429/92 elencam condutas que configuram atos de improbidade administrativa, em razão de causarem danos ao erário e violarem os princípios da administração pública, que se adéquam ao caso, sendo indubitável a caracterização do dolo na conduta do ex-presidente da Câmara que, na condição de ordenador de despesas, detinha ou deveria ter ciência que a prática dos atos caracterizam malversação de recursos públicos.

Os desembargadores Ricardo Duailibe e Paulo Velten acompanharam o voto do relator, pelo provimento do apelo do Ministério Público.