Aumentam as imprudências no trânsito de Santa Inês

Em Santa Inês, 250 km de São Luís, foi registrado um aumento nas ocorrências de imprudência em ruas e avenidas. O trânsito tumultuado somado a falta de consciência de motoristas e motociclistas estão tornando cada vez mais perigoso o tráfego no município.
As imprudências são registradas a todo instante principalmente no setor das Laranjeiras, da rua do Comércio e no cruzamento da Avenida Castelo Branco, onde o trânsito é bem movimentado. Entre as principais infrações estão a direção sem o cinto de segurança, condutores que são flagrados falando ao celular, passageiros e motociclistas que não estão usando o capacete e o transporte de mais de duas pessoas em uma motocicleta.
Além disso, o sinal vermelho também é muito desrespeitado nas ruas e avenidas de Santa Inês. Como resultado, há um aumento de acidentes graves e batidas nesses pontos do município. A pressa no trânsito leva os motoristas a não ter ideia de que ao cometer uma infração, podem estar sendo observados pelos Agentes de Trânsito que mesmo de longe conseguem enxergar a placa do veículo ou motocicleta e aplicam as multas.
Essas infrações custam caro para os condutores. Se o motorista, por exemplo, cruzar o canteiro de qualquer avenida ou rua pode ser multado em R$ 800 reais, se invadir o sinal vermelho, dirigir sem o cinto de segurança ou pilotar uma motocicleta sem o capacete, ele pode ser multado em R$ 293 reais.
Recentemente, a equipe composta por 47 agentes que formam a Guarda Municipal de Santa Inês, participaram de um curso de capacitação para agir com firmeza em casos de desrespeito no trânsito e agir como determina a legislação. O curso é um projeto do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MA) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF).
De acordo com Rui Oliveira Barbosa, comandante da Guarda Municipal, a partir de agora haverá mais rigidez durante a fiscalização no trânsito. “Esse serviço será em conjunto com a Polícia Militar até para que nós possamos cuidar da parte de documentação e eles da parte de armas e drogas”, explicou.

do G1

“Janeirão” 2018 de Carutapera ficou na história como maior evento de todos os tempos no município

Da união de uma grande estrutura, programação de qualidade e a vontade da população carutaperense em festejar o co-padroeiro, o resultado não poderia ser diferente: sucesso garantido. É assim que está sendo tratada a edição deste ano do “Janeirão” a tradicional Festa de São Sebastião, em Carutapera, realizada durante três dias com encerramento neste sábado (20).
Nas três noites de shows, o público literalmente lotou a Avenida Padre Mario Racca, comprovando o sucesso do evento, que marcou  o segundo ano da  administração do Prefeito André Dourado. Se a proposta era realizar uma festa à altura da tradição e trazer visibilidade ao nosso município estamos realizados, disse André Dourado.

Loucura! Wandin Rey agride músico com chute em cima do palco

O cantor Wandin Rey agrediu o trompetista de sua banda com um chute no estômago. Segundo informações o músico estaria errando algumas notas, e o cantor partiu pra cima do funcionário.

O trompetista Alex após ser chutado de surpresa, por pouco não caiu por cima do baterista. Alguns integrantes da banda não entenderam a princípio o motivo da “pesada”, ajudaram Alex  a se levantar que acabou deixando os palcos da banda.

Essa mesma situação não é única. Recentemente um cantor de forró famoso agrediu o seu próprio sanfoneiro por ter errado algumas notas durante o show.

A atitude de Wandin não foi correta é anti profissional. Como no Maranhão, os músicos não são respeitados, o caso feito por Wandin provavelmente não dará em nada e o músico irá servir de chacota perante os amigos.

Riquinha

As alianças de Márcio Honaiser na região do Alto Turí, estão mais “sujas do que pau de galinheiro.”

O secretário de agricultura do Maranhão Márcio Honaiser está tentando de todas as formas fazer nome na região do alto turi, essa região para Márcio está sendo a “menina dos olhos” não sabendo ele que não é conhecido na região, e que as “lideranças ” que está fazendo aliança na região são mais “sujos que corda de amarrar Pato”

Márcio Honaiser montou uma espécie de “agropolo” na região do alto turi, tudo Balela  uma fonte de troca troca de votos, lideranças serão os principais beneficiados, pode anotar !

Apoio do deputado Weverton Rocha garante retroescavadeira para o município de Santa Luzia do Paruá e outros municípios…

Weverton destaca parceria entre Governo do Maranhão e parlamentares

“Tenho dito, de forma repetida, que a receita para enfrentar esta crise é justamente a parceria entre o Governo do Maranhão, deputados estaduais, federais e prefeitos”, disse o deputado federal Weverton (PDT), nesta terça-feira, 16, no Palácio dos Leões, durante a entrega de 10 patrulhas agrícolas e quatro retroescavadeiras para 12 municípios maranhenses que integram os programas Agropolos e Mais Produção, desenvolvidos pela administração estadual.

Fazendo uma menção ao ano de Copa do Mundo, o parlamentar disse que o governador Flávio Dino (PCdoB), como bom técnico de um time, tem feito o enfrentamento dessa fase com muita competência. E destacou que esta é mais uma ação concreta em apoio à agricultura familiar dos municípios e, consequentemente, do estado.

A aquisição das retroescavadeiras foi possível graças às emendas dos deputados federais Weverton (PDT), André Fufuca (PP), Zé Reinaldo (PSB) e Vitor Mendes (PSD). Elas foram entregues aos municípios de Balsas, Alcântara, Santa Luzia do Paruá e Grajaú. Os municípios beneficiados com as patrulhas foram Fortuna, Vila nova dos Martírios, São João Batista, Benedito Leite, Fortaleza dos Nogueiras, Alto Parnaíba, Tasso Fragoso, Grajaú, Humberto de Campos e Santa Luzia do Paruá.

Durante a solenidade, o governador Flávio Dino falou que essa parceria tem sido fundamental na conquista de avanços para o estado: “No bom debate, em que não se falseiam dados, nós comparecemos com muita serenidade, porque temos êxitos a apresentar a partir da formatação de uma estratégia de governo que prima pelo desenvolvimento”.

Construção do shopping da ilha resulta em multa de 6 milhões para a Sá Cavalcante

A Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís publicou sentença na qual condena as empresas SC2 Maranhão Locação de Centros Comerciais LTDA (Sá Cavalcante) e Daniel de La Touche Participações LTDA a indenizar os danos ao meio ambiente causados pela supressão de palmeiras de babaçu e às nascentes, assim como aqueles que foram causados pela construção do empreendimento Shopping da Ilha, no valor de R$ 6 milhões, destinado ao Fundo Estadual de Proteção dos Direitos Difusos. A sentença tem a assinatura do juiz Douglas de Melo Martins, titular da unidade judicial.

A sentença também condenou as duas empresas a indenizarem os danos causados à comunidade Vila Cristalina, devendo apresentar projeto que contemple investimento de igual valor (R$ 6 milhões), com prazo de um ano de execução, abatendo-se as despesas comprovadamente já efetuadas no local.

Na mesma decisão, o juiz determina que o Município de São Luís e a Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (CAEMA) se abstenham de conceder novas licenças ambientais e aprovações para os empreendimentos em questão, enquanto não realizado Estudo Prévio de Impactos Ambientais e avaliada, com segurança, a real disponibilidade de água para abastecimento, sob pena de multa de R$ 100 mil, destinados para o Fundo Estadual de Proteção dos Direitos Difusos – FEPDD (Lei 10.417/2016).

A ação civil pública foi ajuizada pelo Ministério Público Estadual e se refere à necessidade de novo licenciamento ambiental, bem como a constatação de danos já causados pelo empreendimento.

AÇÃO CIVIL – No pedido, o Ministério Público narrou que o Grupo Sá Cavalcante iniciou a construção de empreendimento misto, destinado à comercialização de 3.600 apartamentos e 2.400 salas comerciais, com a aprovação do Município de São Luís, desconsiderando a ocorrência dos impactos ambientais. Afirmou, também, que a Secretaria de Meio Ambiente do Município de São Luís licenciou o empreendimento objeto da demanda e expediu certidão de uso e ocupação do solo – o que indica duplicidade de índices urbanísticos, pois o lote usado se encontraria tanto em Corredor Primário quanto na Zona Residencial.

Ressalta a ação, que a CAEMA emitiu informações contraditórias sobre a disponibilidade de água e esgoto no empreendimento em questão, pois mesmo assumindo não possuir condições de promover o abastecimento do empreendimento, reconheceu a possibilidade do empreendimento em face de uma obra futura naquela região (Plano de Aceleração do Crescimento). Para o autor, a execução do projeto comercial (Shopping da Ilha) gerou impactos aos moradores da comunidade próxima, denominada Vila Cristalina e que, embora a empresa tenha buscado reparar os danos causados, através de Termo de Compromisso, a ausência de estudos de impactos ambientais gerou a violação de direitos da comunidade quanto à moradia, saúde, acessibilidade e preservação ambiental.

SENTENÇA – Ao analisar o processo, o juiz relata que a prova pericial constatou que não houve uma avaliação completa acerca dos impactos ambientais ocasionados pelo empreendimento Shopping da Ilha, em especial a insuficiência de informações quanto ao diagnóstico ambiental (meio físico, meio biológico e meio social e econômico); fatores sociais e organizacionais (dinâmica populacional, uso e ocupação do solo, quadro referencial do nível de vida, estrutura produtiva e de serviços, organização social), informações que não foram suficientes para suprir os impactos ambientais ocorridos, por tratar-se de empreendimento de grande porte e alto impacto ambiental.

“As áreas afetadas foram comprometidas de forma significativa e irreversível, devido ao desnivelamento das moradias da Vila Cristalina em relação às vias de acesso à comunidade, gerando aos moradores dificuldades de acesso às suas moradias e enchentes nas casas em épocas de chuva, causando danos às moradias e aos moradores; incapacidade do sistema de escoamento de água, visto que existe uma grande diferença de nível entre a Avenida Daniel de La Touche e a comunidade, entre outros”, frisou o juiz na sentença.

VÍDEO! Luciano Genésio “Sarrando e quicando.”

Que uma “cachacinha” de vez enquanto não faz mau para ninguém isso todo mundo sabe, e quem é expert nesse assunto é o prefeito de Pinheiro, o jovem Luciano Genésio não fica atrás quando a garotada estar “sarrando e quicando” Luciano mostra que tem “gingado” e “cai no rebolado” um exemplo foi no pré carnaval de Pinheiro, onde Luciano se mostrou muito “alto astral ” e deu show no palco “atacando como dançarino.”
Veja o vídeo:

Sampaio Corrêa em alta, vice-presidente Josimar Maranhãozinho garante atacante, e viabiliza patrocínio forte para o clube

A temporada 2018 promete ser bastante positiva para a equipe de maior torcida do Maranhão, o Sampaio Corrêa. O time boliviano vai disputar o Campeonato Maranhense, Copa do Brasil, Copa do Nordeste e a série B do Campeonato Brasileiro. O presidente do clube Sérgio Frota resolveu oxigenar a diretoria, trazendo nomes que de fato pudessem contribuir efetivamente com a agremiação, o vice-presidente do Sampaio deputado estadual Josimar Maranhãozinho é um nome que vem se destacando, graças a sua forte atuação no sentido de fazer do Sampaio Corrêa um time forte e competitivo.

Reforços

Em recente entrevista Maranhãozinho se comprometeu em bancar o novo camisa 09 do time. A iniciativa atende a um pedido do técnico Diá, que sempre sonhou com um atacante de referencia para o Sampaio. O parlamentar também busca um forte patrocínio para o clube, usando da sua influência politica e bom relacionamento Josimar viabiliza juntamente com o presidente Frota o patrocínio da Caixa Econômica Federal para a temporada de 2018. Para os torcedores bolivianos o momento é de muita expectativa e otimismo, pois o time deve entrar na temporada com um elenco de qualidade e acima de tudo competitivo.

CRISE EM SANTA HELENA! Cunhada de Helena Pavão pede demissão da secretaria de educação..

Em Santa Helena município administrado por Zezildo Almeida o caos está instalado, e agora piorou de vez, Zezildo está totalmente “perdido” administrativamente, está conhecido no município e em toda região por atrasar salários de servidores, não cumprir acordos, ou seja pegou a fama de enrolado, para piorar ainda mais a situação de Zezildo o racha no grupo começou, a principal base de sustentação e articulação do grupo politico de Zezildo seria Helena Pavão e Jorge Pavão ambos apontados como responsáveis pelo resultado das urnas em 2016 no município, e ontem (10) a secretaria de educação do município Gilvanda Barros Roland cunhada  de Helena Pavão pediu demissão da secretária de educação, em uma carta de renuncia ela ressaltou:

“Diante da instauração da crise e também de não ter terreno firme para pisar, frente a uma gestão que não tinha com quem me embasar e dividir dificuldades. Por esses e outros motivos deixo meu cargo de secretaria de educação deste município.”

Gildevanda ainda diz mais: ” Que a crise instalada não teria sido apenas financeira mais também cultural na gestão de Zezildo, relata que foi atacada covardemente de forma surrateira e que faltaram com respeito a sua pessoa.”

A debandada começou cedo em um governo desastroso como o de Zezildo Almeida.

Firmou contratos..

Gildevanda que no início de 2017 ainda assinou um contrato de quase um milhão e meio de reais com a empresa Construções e comércio LUPA LTDA-ME, que é de propriedade de Luiz Raimundo Teixeira Lobato.

Você

saberá alguns detalhes deste contrato em uma próxima matéria….

Zé Doca: Prefeita Josinha Cunha assina convênio para mais asfalto na zona rural

O ano de 2018 começou com boas notícias para moradores da zona rural do município de Zé Doca. Depois do asfaltamento dos povoados Igarapé Grande e Quadro chegou à vez dos povoados Josias, Ebenézia e Conquista receberem o tão sonhado “pretinho”. A prefeita Josinha Cunha assinou um novo convênio para mais asfalto, desta vez mais de 08 quilômetros que serão distribuídos entre as três comunidades, cumprindo assim um compromisso de campanha e realizando o sonho de povoados que sempre sonharam com esse beneficio.

Segundo a prefeita Josinha Cunha mais essa conquista de asfalto para a zona rural teve a participação decisiva do seu irmão, o deputado estadual Josimar de Maranhãozinho que já esta sendo chamado de “o deputado do asfalto”, devido a sua intervenção para mais asfalto em vários municípios maranhenses. “Começamos o ano com essa conquista para a zona rural de Zé Doca, eu me sinto muito feliz porque esse era um grande sonho dos moradores desses povoados, aqui agradeço muito ao deputado Josimar que me ajudou nessa nova etapa de asfaltamento de ruas”, comemorou a prefeita.
O atual momento que o município de Zé Doca vive é de muito otimismo e realizações. A cada ação da prefeitura cresce a popularidade da prefeita que realiza o melhor governo da história de Zé Doca.