MP investiga contrato milionário envolvendo Enciza Engenharia e Secretaria de Infraestrutura

 

O Ministério Público do Maranhão(MPMA),pediu abertura de investigação civil para apurar irregularidades no contrato orçado em R$ 9.291.176,54 milhões; celebrado entre a empresa Enciza Engenharia Civil LTDA e a Secretaria de Estado da Infraestrutura(SINFRA).

Segundo documento formulado pelo promotor de Justiça Márcio Antônio Alves de Oliveira, Titular da Comarca de Olinda Nova do Maranhão,o contrato  visava a execução dos serviços de manutenção e melhoramento da rodovia MA-014, com extensão de 151 Km – trecho Vitória do Mearim / Três Marias, onde era obrigação da contratada garantir a realização dos serviços.

Durante auditoria feita pelo Ministério Público, foi constatado que a MA-014 apresenta graves problemas na malha asfáltica em longos pontos já inexistentes ,onde em determinado ponto só existe barro, dificultando o acesso à região da Baixada Maranhense.

Vale lembrar, que a Empresa Enciza Engenharia Civil,de propriedade de José Lauro de Castro Moura, já se envolveu em  vários escândalos ,incluindo o  nacionalmente como “Estadas Fantasmas”.À época ,o governo de José Reinaldo Tavares teria liberado recursos do Tesouro Estadual de R$ 8,4 milhões em obras contratadas.

Nas apurações daquela época,o Ministério Público Estadual  confirmou que foram cerca de R$ 5 milhões desviados em obras inexistentes promovidas com a assinatura do secretário demissionário João Cândido Dominici.

Diante dos fatos narrados,é possível observar  a facilidade da empresa de José Lauro de Castro Moura de   se envolver em  escândalos,principalmente quando se fala de contratos cujo recursos são públicos.

OUTRO LADO

A nossa redação  tentou  contato com o secretário  de Estado da Infraestrutura,Clayton Noleto e o empresário José Lauro de Castro Moura,mas até o fechamento da matéria não se pronunciaram.

 

PF deflagra operação Grande Família para combater fraudes previdenciárias no Piauí e Maranhão

 

material apreendido durante a operação” Grande Família”   foto: Polícia Federal

A  Polícia Federal deflagrou nesta quarta- feira (15) a Operação “GRANDE FAMÍLIA”,visando desarticular grupo criminoso especializado no recebimento de benefícios previdenciários de segurados falecidos.

Segundo informações,cerca de 125 agentes federais dos Estados do Piauí, Ceará, Maranhão, Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco deram cumprimento a 31 mandados de busca e apreensão e 21 mandados de prisão preventiva. Os mandados expedidos pela 3ª Vara da Seção Judiciária Federal em Teresina,estão sendo cumpridos nos estados do Piauí e Maranhão.

De acordo a Polícia Federal,as investigações tiveram início em 2018, a partir de relatórios produzidos pela Coordenação Geral de Inteligência Previdenciária e Trabalhista (CGINT) da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia – órgão integrante da Força tarefa Previdenciária – que apontaram irregularidades em transferências de benefícios previdenciários do Maranhão para o Piauí.

ainda de acordo a Polícia Federal,a quadrilha era formada por estelionatários e servidores públicos, falsificava documentos em nome dos beneficiários falecidos, abria contas bancárias e, posteriormente, servidores do INSS integrantes da quadrilha transferiam os benefícios do Estado do Maranhão para Teresina.

Cerca de 640 benefícios previdenciários fraudados foram identificados no curso da investigação. A Justiça Federal determinou a imediata suspensão destes benefícios, medida que evitará um prejuízo futuro estimado em R$ 80 milhões. Também determinou a apreensão de veículos, o bloqueio das contas bancárias dos presos e a suspensão do exercício da função pública para os servidores do INSS.

Os investigados deverão responder os artigos 288,171,299,304,317 e 333 do Código Penal Brasileiro pelos crimes de associação criminosa estelionato qualificado , falsidade ideológica, uso de documento falso, corrupção passiva e corrupção ativa.

Polícia Federal prende traficantes no Maranhão

A Polícia Federal no Maranhão, por meio da Delegacia de Repressão a Drogas (DRE), deflagrou na manhã desta quarta-feira(15), em São Luís, a 2ª Fase da Operação “MD”. a operação visava desarticular um grupo criminoso especializado no tráfico de drogas que utilizava os Correios. A operação “MD” recebeu esse titulo em decorrência das iniciais da substância (metileno-dióxido) que compõe o ecstasy, uma das principais drogas traficadas pelo grupo criminoso.

Segundo a polícia,a partir dos interrogatórios da primeira fase da operação realizada em 16 de abril deste ano, e da análise de algumas mídias que os integrantes do grupo criminoso ficou constatado que o grupo era especializado na distribuição de drogas conhecidas como ecstasy e LSD, além de cocaína, skunk e maconha, em festas na capital maranhense, especialmente em eventos de música eletrônica, onde há grande concentração de jovens.

A equipe de investigação interceptou várias encomendas, contendo as substâncias entorpecentes que chegavam até os investigados, via postal,oriundas dos Estados Rio de Janeiro, Pernambuco e Mato Grosso do Sul.

A Polícia Federal deu cumprimento a cinco mandados de prisão Temporária e 04 mandados de busca e apreensão na capital maranhense.As ordens judiciais foram expedidas pela Justiça Estadual do Maranhão, com o objetivo de colher provas da materialidade do crime e subsidiar as investigações.

Os envolvidos estão sendo conduzidos à Superintendência de Polícia Federal no Maranhão, onde serão indiciados pelo no Código Penal Brasileiro nos arts. 33 e 35 da Lei nº 11.343/06,pelos crimes de tráfico de drogas e associação para tráfico,onde responderão por penas que chegam até 15 anos de reclusão.

Quadrilha que furtava mercadorias de rede de Supermercados é presa em São Luís

 

caminhão apreendido durante operação da Polícia Civil.

Uma operação desencadeada pela Policia Civil, na noite da última terça-feira (14), resultou na desarticulação de uma organização criminosa envolvida no furto de mercadorias de uma rede de Supermercados.

Segundo informações policiais,fazem parte do bando um empresário, um policial militar, um agente penitenciário e funcionários da rede de Supermercados Mateus.
Ainda segundo informações policiais,a quadrilha vinham praticando os crimes há pelo menos 06 meses.

O grupo foi preso nos bairros do Turu, Vila Esperança, Vila Industrial e João Paulo. As prisões aconteceram através das Seccionais Leste, Sul e Norte, Unidades vinculadas à Superintendência da Capital.

Na ação policial foi apreendido um caminhão contendo carregamento de arroz,leite e papel chamex. O material desviado foi localizado em um depósito clandestino, no bairro do Turu.

O caminhão apreendido e os acusados presos foram encaminhados para o Plantão Central do Cohatrac,onde os envolvidos foram autuados pelos crimes de receptação qualificada e organização criminosa.

 

Apresentação dos envolvidos

A Delegacia Geral apresentará nesta quarta-feira (15), às 15h, no auditório da Delegacia Geral os envolvidos de furtar cargas da rede de Supermercados do Estado.
A Polícia Civil trabalha desde a madrugada de quarta-feira(15), para localizar e prender um agente penitenciário e um policial militar conseguiram empreender fuga durante a operação. Outros funcionários do Grupo envolvidos no esquema poderão ser presos a qualquer momento.

Homem é linchado por populares de Zé Doca após ter cometido assaltos

Na noite desta quinta-feira (25), um homem foi detido e linchado pela população, após praticar um assalto nos proximidades da caixa econômica em Zé Doca.

Identificado apenas como Randerson, juntamente com um comparsa, eles teriam praticado assaltos no centro da cidade fazendo varias vitimas, inclusive um senhor de 35 anos que reagiu e foi atingido com um tiro.

Pessoas que estavam próximas, e que perceberam o que estava acontecendo, conseguiram deter o criminoso com socos e pontapés até a chegada da polícia.

O outro bandido ainda não identificado e percebendo a ação dos populares, fugiu em uma moto.

Uma guarnição da Policia Militar chegou até o local e prendeu o ladrão. Com os ferimentos, Randerson foi encaminhado para o hospital municipal e em seguida a Delegacia Civil para as providencias cabíveis.  O mesmo usava tornozeleira e já havia sido preso.

Blog do Bryan Rafael 

Motorista é assassinado com um tiro na cabeça em Slz

Alex de Paulo ainda chegou a ser socorrido para Hospital Municipal Djalma Marques (Socorrão I), mas não resistiu a gravidade dos ferimentos e morreu no hospital.

Um motorista de ônibus identificado como Alex de Paulo Oliveira, de 36 anos, foi assassinado com um tiro na cabeça no início da manhã desta sexta-feira (15) em uma parada situada na Avenida Vitorino Freire, na área central da capital.

Segundo a polícia, o motorista estava se dirigindo para a empresa de ônibus Taguatur, onde trabalhava, por volta das 5h30, quando foi surpreendido por dois adolescentes, ainda não identificados, que o alvejaram com um tiro na região do lado direito da sua cabeça.

De acordo com a polícia, Alex de Paulo ainda chegou a ser socorrido para Hospital Municipal Djalma Marques (Socorrão I), mas não resistiu a gravidade dos ferimentos e morreu no hospital.

O motorista trabalhava na linha do bairro Parque Timbira, em São Luís.

Como o Blog adiantou, Leonardo Sá vai mesmo para o PR

O blog do Werbeth Saraiva já tinha adiantado em poster anterior que Leonardo estaria “desembarcando” no PR de Maranhãozinho. Reveja, AQUI. O deputado estadual eleito Leonardo Sá será o mais novo filiado do PR. A filiação de Leonardo Sá acontecerá na próxima quarta-feira (30) e será comandada pelo presidente do partido no Maranhão, o deputado federal eleito Josimar de Maranhãozinho.

Com a ida de Leonardo Sá para o PR, o partido passa a ser a terceira maior bancada da Assembleia Legislativa do Maranhão na próxima legislatura. Além de Leonardo Sá, o partido terá Detinha, Vinícius Louro e Hélio Soares.

Leonardo Sá é um dos novos deputados a partir de 1º de fevereiro. Médico por vocação, Leonardo reside na cidade de Pinheiro e se elegeu pela primeira vez deputado estadual, com quase 32 mil votos. O futuro deputado foi eleito pelo PRTB, mas como o partido não alcançou a cláusula de barreira, ele se filiará ao PR, antes mesmo de assumir o mandato. O evento de filiação de Leonardo acontecerá na próxima quarta (30) ás 20 horas, na cabana do sol em São Luís.

Homem é preso acusado de estuprar idosa de 92 anos em Santa Inês

A Polícia Civil prendeu Francisco Ivaldo Silva, 38 anos, acusado de estuprar uma idosa de 92 anos, em Santa Inês.

Segundo informações policiais, o crime aconteceu no sábado (17), no bairro São Benedito, após o suspeito levar a vítima para o quintal de casa.

Na ocasião, uma mulher, cuja identidade não foi revelada, chegou ao local e começou a gritar para tentar impedir o ato criminoso.

Em seguida, a polícia foi acionada e prendeu Francisco, que foi encaminhado para a Delegacia Regional de Santa Inês.

Agente penitenciária acusa delegado de abuso de autoridade em Santa Inês

Agente penitenciária Adriana Barros foi presa após pedir que uma escrivã e um investigador da Polícia Civil passasse por uma revista em presídio em Santa Inês — Foto: Reprodução/TV Mirante

Adriana Barros, agente penitenciária do presídio de Santa Inês, a 250 km de São Luís, está acusando o delegado Regional de Santa Inês, Ederson Martins Pereira, de abuso de autoridade.

Segundo a agente Adriana, tudo começou depois que ela revistou uma escrivã e um investigador da Polícia Civil, que foram a Unidade Prisional de Ressocialização de Santa Inês pegar o depoimento de um preso. De acordo com Adriana Barros, os dois queriam entrar no presídio sem passar pelo procedimento padrão da revista e como não conseguiram prenderam ela. A agente disse que o procedimento é determinado por uma portaria interna que só não inclui juízes, promotores e defensores.

“Logo após de 18h eu estava na permanência da unidade e fui surpreendida com a chegada do delegado Regional, doutor Ederson Martins Pereira, em que ele questionou quem seria Adriana quando ele entrou na unidade. Eu me identifiquei e ele já falou que eu estaria presa por abuso de autoridade e constrangimento ilegal. Eu pela reação perguntei ‘o que é isso?’ porque eu estava no meu trabalho exercendo a minha função e ele ultrapassou a permanência e mobilizou o meu braço esquerdo”, contou a agente Adriana.

Adriana disse que foi levada pelo delegado Ederson Martins e por outro agente da Polícia Civil, que usaram da força para obrigá-la a entrar na mala da viatura. Ela acrescentou que após chegar à delegacia ela foi levada para uma cela com presos do sexo masculino.“Nós da Seap não tratamos dos bandidos com alta periculosidade do jeito como ele me tratou. Eu fui levada à Delegacia Regional no camburão. Lá quando eu cheguei eu fui posta numa cela ao lado de presos do sexo masculino. Nenhum direito constitucional foi garantido. Ele não permitiu que eu fosse assistida por um advogado. Depois eu saí da cela, fiquei 20 minutos nesta cela. Depois eu saí e fui para uma sala de revista. Eu sim fiz uma revista vexatória. Tirei toda a minha roupa para uma funcionária administrativa da delegacia de Polícia Civil. Depois eu fui mandada para a sala do delegado e lá eu fui torturada psicologicamente por ele. Porque ele foi falando que ia responder a vários processos”.

VÍDEO! PM agride vendedor ambulante durante aniversário de Ribamar

Um policial militar foi flagrado agredindo um vendedor ambulante durante o aniversário de São José de Ribamar, na noite desta segunda-feira (24).

As imagens abaixo mostram guardas municipais e policiais militares pegando os produtos do vendedor e colocando dentro da carroceria da viatura da Guarda Municipal de São José de Ribamar.

Em seguida, o proprietário das bebidas sobe no veículo para evitar que o seu material de trabalho seja levado. Mas, é empurrado e agredido por um policial que também subiu no intuito de tirar o homem do veículo.

“Ele tá trabalhando! O cara tá trabalhando!”, gritam várias pessoas que presenciaram a agressão.

Assista: