Filha do dono do Jornal Pequeno, Duda Bogea, ganha boquinha na Assembleia Legislativa


A filha do empresário e dono do Jornal Pequeno, Lourival Bogéa, ganhou uma boquinha para receber como Assessora Parlamentar da Assembleia Legislativa do Maranhão (ALEMA), que é comandanda pelo deputado Othelino Neto (PCdoB).

Maria Eduarda Fonseca Bogéa, mais conhecida como Duda Bogéa, é estudante de Psicologia na Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e será uma das servidoras mais bem remuneradas da ALEMA.

A nomeação da mais nova integrante do Poder Legislativo foi feita no dia 1º de março e publicado somente em 20 do mesmo mês no Diário Oficial da ALEMA.

Lourival se vale do Jornal Pequeno para conseguir benefícios (boquinhas) no Pálacio dos Leões e na Assembleia como é o caso referido acima.

Olha aí, MP! Vereador Mantém clínica clandestina no município de Araguanã

Registro do vereador Junior do posto e seu pai Joaquim Francisco que inclusive já foi preso pela Policia Federal no município de Santa Inês MA

Uma grave denúncia chegou ao blog onde relata que uma clínica de fisioterapia foi instalada de forma clandestina em um dos interiores do Maranhão.

Ocorre que de acordo com a denúncia, a clínica “FisioCenter” localizada no município de Araguanã e de propriedade de um vereador do município identificado como Juníor do Posto, não atende as exigências do Ministério da Saúde. Ora, é sabido que para um estabelecimento de saúde seja ele público ou privado, exercer qualquer atividade em determinada localidade, é preciso estar devidamente cadastrado no CNES, Cadastro Nacional dos estabelecimentos de Saúde.

De acordo com levantamento realizado pelo blog junto ao site do CNES foi constatado a inexistência do registro da referida empresa no órgão do Ministério da Saúde, o que se caracteriza clandestinidade, pois, qualquer clínica ou profissional de saúde que preste atendimentos sem a CNES atuará de forma ilegal e poderá sofrer sanções.

Não há contestação de que estar de acordo com a Lei é fundamental para qualquer cidadão, profissional e responsável de estabelecimento. É, acima de tudo, obrigação e item básico para que se tenha credibilidade perante a sociedade. Esta, portanto, é a primeira e principal importância de fazer o cadastro.

Caso o CNES não seja feito ou atualizado, o estabelecimento é considerado irregular e até mesmo clandestino, recebendo multas e podendo ser fechado.

Sendo considerado fora da normatização, a instituição recebe também processos do Ministério Público, da Auditoria, de órgãos fiscalizadores e até da população em geral, pois a possibilidade da consulta aberta aos cadastros permite e impulsiona que as irregularidades constatadas ou ausência do cadastro sejam denunciadas ao Conselho Municipal de Saúde por qualquer pessoa.

Além disso, as consequências para a população são a existência de estabelecimentos que podem oferecer riscos ao serem irregulares, e para as instituições nestas condições, há a possibilidade de serem fechadas, transformando a situação em um ciclo que acaba por prejudicar todos os atores sociais envolvidos.

Neste caso, Sendo responsável por algum estabelecimento de saúde, mesmo sem ser o dono, o profissional tem que se preocupar sim em realizar o cadastro e mantê-lo constantemente atualizado (e se for o fundador e administrador direto, é função igualmente obrigatória). O caso da clinica clandestina que funciona em Araguanã MA,  preciso que chegue ao conhecimento das autoridades e que medidas cabíveis sejam tomadas.

VEJA;

Clínica FisioCenter não existe no Cadastro Nacional dos estabelecimentos de Saúde. (CNES)

Clínica funciona de forma irregular o Conselho Municipal de Saúde deve ser acionado…

Sem prestígio com Bolsonaro, Aluísio Mendes deixa de defender as pautas do governo

Aluísio segue uma verdadeira saga pelos gabinetes de Brasília em busca de espaços no Governo Federal, mas até o momento, não foi contemplado com nada.

Como em um conto de fadas que chega ao fim, a relação do deputado federal Aluísio Mendes (Podemos) e o presidente Jair Bolsonaro (PSL), ao que tudo indica, também chegou ao fim.

Aluísio fez parte da Polícia Federal e estreitou os laços com Eduardo Bolsonaro, um dos filhos do presidente. Em seu primeiro mandato, foi colega de parlamento de Jair Bolsonaro e foi um dos defensores da campanha do presidente desde o início.

Nem mesmo a proximidade de Aluísio com a família Bolsonaro fez com que o presidente, nem mesmo os ministros do governo da área militar enxergassem o deputado maranhense e retribuísse todo o esforço da campanha.

Aluísio segue uma verdadeira saga pelos gabinetes de Brasília em busca de espaços no Governo Federal, mas até o momento, não foi contemplado com nada.

Sem prestígio com o presidente, as pautas atuais do Governo Federal não entram mais nas discussões colocadas pelo deputado em suas redes socais. O que antes era puro euforismo, hoje está mais para a decepção e o desânimo.

Silvia Tereza

Ótima Distribuidora faturou contrato de R$ 1,5 milhão em Olho d’Água das Cunhãs

Prefeito Rodrigo Oliveira

A Prefeitura de Olho d’Água das Cunhãs licitou um valor milionário em medicamentos, materiais médico, hospitalar, laboratorial e odontológico.

Segundo informações divulgadas, a empresa fornecedora dos produtos é a ótima Distribuidora, localizada em Teresina.

O valor estimado é de R$ 1.590.204,25 (um milhão, quinhentos e noventa mil, duzentos e quatro reais e vinte e cinco centavos). O contrato tem validade até 31 de dezembro.

Presidente da Câmara de Turiaçu não cumpre lei de transparência

Presidente da Câmara de Turiaçu, Josué

Um verdadeiro mistério deve intrigar técnicos de órgãos de controle de Contas Públicas quando eles se deparam com o site oficial da Câmara Municipal de Turiaçu, nos últimos anos observa-se que não existe qualquer informação que leve o conhecimento da população de como e onde está sendo utilizada a verba que chega ao legislativo municipal. 

O presidente da Câmara, Josué da vila dos crentes como é conhecido, descumpre rigorosamente a LC da transparência, lei que obriga o ordenador de despesa pública fazer ampla divulgação dos gastos. Em Turiaçu a câmara faz questão de manter tudo bem “escondido.” 

É mais uma lei  para o Ministério Público exigir o cumprimento. 

Prefeito de Olho d’Água das Cunhãs contrata empresa do Piauí por mais de R$ 1,5 milhão de reais

Prefeito Rodrigo Oliveira

A prefeitura de OLHO D’ÁGUA DAS CUNHÃS-MA, firmou contrato com a empresa ÓTIMA DISTRIBUIDORA – R. O. CARVALHO DO NASCIMENTO para fornecimento de medicamentos, materiais medico, hospitalar laboratorial e odontológico para o Município.

Olho d’Água das Cunhãs que é comandada pelo prefeito Rodrigo Oliveira afastado do cargo diversas vezes por irregularidades cometidas durante a gestão.

A prefeitura firmou contrato com a empresa no valor de exatos;R$ 1.590.204,25 (um milhão, quinhentos e noventa mil, duzentos e quatro reais e vinte e cinco centavos). De acordo com levantamento realizado pelo blog a empresa que tem sede em Teresina PI, deve faturar pouco mais de R$ 132,5 mil reais mensais.

Contrato firmado entre Prefeitura e a empresa de Teresina PI

Prefeito de Turilândia contrata empresa de Mirador por mais de R$ 2,3 milhões de reais

Prefeito Alberto Magno

O prefeito de Turilândia Alberto Magno contratou a preço de ouro uma empresa do município de Mirador para reformar escolas do município no ano de 2019.

Alberto Magno contratou a empresa  KAL CONSTRUÇÕES E PROJETOS EIRELI-ME por exatos; R$ 2.349.248,35 (Dois milhões trezentos e quarenta e nove mil duzentos e quarenta e oito reais e trinta e cinco centavos.)

A empresa que tem sede no município de Mirador é de propriedade do empresário Juvenal Pereira de sousa e deve receber da prefeitura de Turilândia por mês cerca de, R$ 195 mil reais.

Vale ressaltar que o contrato firmado com a empresa de Juvenal é apenas um dos contratos para o mesmo objeto, na semana o blog deve publicar os demais.

Os elevados preços dos contratos aumentam a suspeita de superfaturamento, é importante que o Ministério Público acompanhe de perto.

Contrato

 

Aluísio Mendes gastou quase R$ 90 mil em pesquisas e consultorias em 2018

Aluísio Mendes

O deputado federal Aluísio Mendes (Podemos) gastou quase R$ 90 mil em consultoria, pesquisas e trabalhos técnicos em 2018.

O levantamento do Blog do Neto Ferreira apurou que o montante equivale a 18,53% do total de quase R$ 500 mil que foram destinados da cota parlamentar ao gabinete de Mendes em Brasília (DF).

Ainda de acordo com a Câmara Federal, em janeiro do ano passado, o deputado usou R$ 9 mil do dinheiro público. Mas quando virou o mês, o membro do Podemos utilizou nada menos do que R$ 19 mil em pesquisas e consultoria.

No meses de março, abril, maio, junho novembro e dezembro, o valor utilizado foi de R$ 60 mil, sendo R$ 10 mil cada um. Em julho, agosto, setembro e outubro, Aluísio declarou que não teve gastos com pesquisas.

A Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (CEAP) custeia as despesas do mandato, como passagens aéreas e conta de celular. Algumas são reembolsadas, como as com os Correios, e outras são pagas por débito automático, como a compra de passagens.

Prefeito de Coroatá contrata empresa de Imperatriz por mais de R$ 2 milhões

Prefeito de Coroatá Luís Amovelar Filho

O prefeito de Coroatá Luís Amovelar Filho contratou a empresa I. R. P. DOS SANTOS EIRELI-ME para fornecer gêneros alimentícios para o Programa Nacional de Alimentação Escolar-PNAE, Ano 2019.

A empresa que tem sede no município de Imperatriz vai faturar exatos; R$ 2.455.070,00 (Dois milhões quatrocentos e cinquenta e cinco mil e setenta reais) no contrato firmado com a prefeitura durante o ano de 2019.

A empresa de Ítalo Rodrigues Pinheiro dos Santos receberá mensalmente cerca de; R$ 204.000 (duzentos e quatro mil reais) durante os doze meses.

Empresa fatura dois milhões em Coroatá

Prefeito de Bom Jardim luta por compensações da VALE para o município

O Prefeito Municipal de Bom Jardim, Dr. Francisco Araújo, está em Brasília nesta semana, participando de audiências juntamente com alguns prefeitos de municípios que são cortadas pela estrada de ferro Carajás, eles buscam compensações financeiras da mineradora VALE sobre os impactos ambientais nos municípios.

Os municípios afetados pelo transporte do minério ao longo da Estrada de Ferro Carajás podem receber compensação financeira da atividade mineradora a partir de 2018. Nos dias 22 e 23 de novembro, a Câmara dos Deputados e o Senado Federal, Brasília, aprovaram a Medida Provisória 789/2017 que estabelece novas alíquotas para a Compensação Financeira pela Exploração Mineral (CFEM), os chamados “royalties da mineração”, contemplando também os municípios afetados pelo transporte do minério de ferro.

Uma vitória do CIM (Consórcio Intermunicipal Multimodal), antes chamado Consórcio dos Municípios dos Corredores Multimodais do Maranhão (Comefc), que levantou esta bandeira em defesa dos municípios desde 2013, logo após a sua criação.

Para o prefeito municipal Dr. Francisco Araújo, a tão sonhada compensação deve ser concretizada ainda este ano “A vale deve pagar pelo impacto que causa em Bom Jardim e nos outros municípios, esta luta iniciamos em 2017, e estamos na esperança de conseguir concretizar em 2019, Bom Jardim deve receber algo em torno de 80.000 mensais que ajudará muito nosso município, principalmente a região sul que é a mais impactada pela mineradora” Declarou o Prefeito.

No Maranhão, os municípios afetados pelo transporte do minério são: São Pedro da Água Branca, Vila Nova dos Martírios, Cidelândia, São Francisco do Brejão, Açailândia, Itinga do Maranhão, Bom Jesus das Selvas, Buriticupu, Alto Alegre do Pindaré, Santa Inês, Pindaré Mirim, Igarapé do Meio, Bom Jardim, Monção, Itapecuru Mirim, Anajatuba, Tufilândia, Vitoria do Mearim, Miranda do Norte, Arari, Santa Rita, Bacabeira e São Luís.