Sarney Filho defende pensão para filhos dos doentes de hanseníase

Transformar em lei projeto de sua autoria, que estabelece pensão especial para dependentes dos doentes de hanseníase, que até 1986 eram separados compulsoriamente de seus pais, é prioridade do candidato ao Senado pelo PV, Sarney Filho.

“O Maranhão foi um dos estados mais atingidos pela decisão do governo nessa época. Crianças e adolescentes foram internadas em instituições precárias, isoladas do convívio social, criando graves consequências psicológicas pela perda de vínculo e desestruturação familiar”, afirma o deputado.

Desde 2007, por meio da Lei Federal 11.520, pessoas submetidas ao isolamento forçado passaram a ter direito a uma pensão de um salário mínimo e meio. “A minha proposta estende a medida ao filho que foi separado da sociedade”, explica Sarney Filho, que participou de vários encontros com essas famílias.

“Os movimentos representativos dos “filhos da hanseníase” contam comigo como aliado incondicional, tanto na reivindicação de uma compensação pelo que passaram, como na defesa de uma ação mais efetiva de prevenção e atendimento com relação a essa doença que, infelizmente, ainda atinge muitos brasileiros.

O Maranhão ainda aparece como o estado do Nordeste com a maior prevalência da doença, ocupando a incômoda posição de 2º no país com o maior índice da doença. De janeiro 2017/2018, foram registrados 3.245 casos no estado.

Deixe uma resposta