“Certa vez Jesus expulsou comerciantes de seu templo e disse que sua casa não seria covil de Ladrões.” No Maranhão igrejas tem se transformado em palanques políticos

Assim que chegou a Jerusalém, Jesus entrou no templo e começou a expulsar os que ali estavam apenas comprando e vendendo. Derrubou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos que comercializavam pombas. Também não permitia que ninguém transportasse mercadorias pelo templo. E os admoestava exclamando: “Não está escrito: ‘A minha casa será chamada casa de oração para todos os povos’? Vós, contudo, a tendes transformado em ‘covil de ladrões’”.
Jesus expulsou de seu santo templo comerciantes. Agora caros leitores, convido todos a uma breve reflexão.
Se Jesus expulsou comerciantes na época e disse que sua casa não seria covil de ladroes, porquê pastores insistem em colocar políticos em púlpitos de igrejas ?
O governador do Maranhão é o maior exemplo disso ao querer usar a igreja como cabo eleitoral. Quem não lembra da farra dos capelães?
Entender Romanos 13…
Todos devem sujeitar-se às autoridades governamentais, pois não há autoridade que não venha de Deus; as autoridades que existem foram por ele estabelecidas.”
Isso não quer dizer que pastores bispos e demais mestres de “ovelhas” precisem transformar a “casa de Deus” em palanque para político.
Pastor não precisa dever favor para político. Entenda na Bíblia:
Romanos Cap13 Vec7a8.” Dêem a cada um o que lhe é devido: Se imposto, imposto; se tributo, tributo; se temor, temor; se honra, honra.
Não devam nada a ninguém, a não ser o amor de uns pelos outros, pois aquele que ama seu próximo tem cumprido a lei.”
Apascentai o rebanho de Deus, que está entre vós, tendo cuidado dele, não por força, mas voluntariamente; nem por torpe ganância, mas de ânimo pronto;
Amém???

Deixe uma resposta