Bomba! Pedida a prisão do coronel Francalanci por contrabando

O coronel Reinaldo Elias Francalanci, ex-membro do gabinete militar no governo Roseana Sarney, teve sua prisão pedida pela polícia.

Francalanci está arrolado no mesmo caso do delegado Thiago Bardal e do advogado Ricardo Belo, que foram presos hoje.

Todos são acusados de envolvimento com uma quadrilha especializada em contrabando de armas, bebidas alcoólicas e cigarros.

Outro caso

Em 2017, o coronel foi investigado por suspeita de envolvimento com uma quadrilha especializada em roubo de veículos de luxo, em São Luís.

Na época, o colete de uso exclusivo da Polícia Militar do Maranhão, pertencente ao coronel foi apreendido com um dos suspeitos.

Em depoimento na Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos (DRFV), Francalanci alegou ter feito a troca de um veículo com Fábio Aurélio do Lago e Silva, o “Buchecha”, acusado de participação com a quadrilha e também pela participação no assassinato do blogueiro Décio Sá.

Durante o interrogatório, o coronel também alegou que não sabia do envolvimento do suspeito com a quadrilha e que simplesmente esqueceu o colete, artigo essencial para uso de policias de todas as patentes, no carro “trocado” com o bandido.

Deixe uma resposta