Secretaria de Segurança faz “corpo mole” para prender assassino do músico JJ

Há 7 dias, o músico e empresário José de Jesus Menezes dos Santos Júnior, mais conhecido como JJ, de 31 anos, foi assassinado por motivo fútil, em um posto de combustível, no Alto do Calhau, em São Luís. E a Polícia Civil, até o momento, não conseguiu prender o principal suspeito do crime, Fernando Viegas, mais conhecido como “Fernandinho dos Perfumes”.
A motivação e a autoria já são de conhecimento da Superintendência de Homicídio e Proteção à Pessoa (SHPP), mas o órgão está fazendo “corpo mole” para concluir as investigações, indicando que não tem interesse em resolver o caso.
Enquanto isso a SHPP caminha à passos lentos, dando prioridade para outros crimes que tem mais visibilidade. A família e amigos do músico esperam por justiça.
Entenda o caso
O músico JJ, que era sócio da banda Lorena Prazeres, foi alvejado por três tiros, no último sábado (9), em um posto de combustível, no Alto do Calhau, em São Luís. José de Jesus chegou a ser levado para a UPA do Araçagi, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.
As imagens das câmeras de segurança do posto de combustível e relatos de testemunhas ajudaram a polícia a identificar Fernando Veiga como autor do crime.
O principal suspeito do assassinato é morador da Cohab e tem várias passagens pela polícia por porte ilegal de arma, ameaça, posse de drogas e violência doméstica.

Deixe uma resposta