Dois deputados fraudaram o Seguro Defeso; um deles foi indiciado pela PF!

Fernando Furtado e Edson Araújo são acusados de fraudes no Seguro Defeso

Fernando Furtado e Edson Araújo são acusados de fraudes no Seguro Defeso
A
Bancada do Peixe na Assembleia Legislativa do Maranhão aumentou de um
para três deputados nesta legislatura que se segue. E continua com um
federal, isto porque um outro (Julião Amin) assumiu e teve o mandato
cassado pelo TSE.
Dos quase cinco
parlamentares, dois já foram enrolados pela Justiça, sendo que o
deputado estadual Edson Araújo foi investigado pela Polícia Federal e
indiciado. Mas como neste país nada resulta em nada, ficou por isso
mesmo e ele voltou a se reeleger, andando por aí livre, leve e solto.
O
segundo parlamentar, o suplente de deputado estadual, mas no exercício
do cargo, Fernando Furtado, fraudou o Seguro Defeso e ainda nega que
tenha tido participação no caso ou que tenha sido alvo de investigação.
Óleo de Peroba é pouco, bobagem.
Desde
2008 ele saiu fundando vários sindicatos de supostos pescadores,
chegando a ser o presidente da federação dos pescadores de aquário ou de
ilusão. Tanto ele quanto Edson Araújo, responsável pela criação das
colônias de falsos pescadores, elevaram o número de beneficiários do
esquema do seguro defeso em passe de mágica.
Existe
um caso relacionado ao deputado pescador Furtado em que o RGP dos
associados ao sindicato tem a data antes da fundação da entidade, que
sequer possuía CNPJ. Hoje, o mesmo sindicato, com sede em São João
Batista, tem mais de 4 mil associados, incluindo pescadores que nunca
olharam um caniço e não moram mas na mesma cidade. A entidade é
controlada pelo vereador Dezinho, que estaria cobrando R$ 150 por
declarações.
Pesa ainda contra
‘Pescado’, ou melhor, Furtado, o golpe no Seguro-Desemprego do Pescador
Artesanal, mantido pelo Ministério do Trabalho e pago na Caixa Econômica
Federal. Por essa razão, em 2012 ele foi notificado pela
Superintendência Regional do Trabalho e Emprego, após tomar ciência da
fraude por ele praticada e por mais outros 500 pescadores de uma
entidade que ele presidiu durante vários anos.
Conforme documento em poder do Blog do Luis Cardoso,
além do homem que assumiu uma vaga de deputado, dezenas de empresários,
comerciantes e outros que tinham relações em outro local de trabalho,
ganhando do seguro defeso.
A entidade
presidida pelo suplente fica na cidade de Pinheiro e teve boa parte dos
seus “segurados” fora do programa, após bloqueio dos benefícios.
Por fazer parte do esquema do partido de Flávio Dino, o suplente assumiu uma vaga, apesar da imagem de fraudador.
Portanto,
ao atual governo das mudanças não interessa se seu aliado é ficha suja,
quadrilheiro, fraudador ou pescador de aquário e de ilusões. Basta ser
aliado para ter um pedaço no céu e os produtos do mar, até porque aqui
na terra eles estão com o patrimônio garantido e pretendem aumentar mais
ainda nos próximos oito anos.
Veja
abaixo, a notificação cancelando o benefício do Seguro-Desemprego do
Pescador Artesanal ao suplente de deputado Fernando Furtado.
Luis cardoso!

Deixe uma resposta